Independentes impõem derrota ao governo na Assembleia Legislativa
   28 de fevereiro de 2017   │     21:10  │  1

De uma só tacada a Assembleia Legislativa derrubou dois vetos do governador Renan Filho, na quinta-feira, 23. A derrubada de dois vetos entra para o saldo político negativo do governo na ALE.

A queda do veto ao aumento de salário dos próprios deputados já era esperada. Mas o governo não espera ver cair o veto a uma emenda do deputado Bruno Toledo, que reduz o IPVA para carros movidos a gás ou com dupla motorização.

A queda do veto da emenda do IPVA deve criar transtornos ao governo, que terá que fazer mudanças no Orçamento ou recorrer na Justiça, para tentar derrubar a alteração na lei por inconstitucionalidade.

A derrubada dos vetos pode ter sido uma ação “didática” dos parlamentares. Um deputado estadual do PMDB atribuiu a votação a estratégia eficiente do grupo dos “independentes”, que ganharam a eleição da Mesa Diretora: “eles aproveitaram a ausência de Luiz Dantas (presidente) e de deputados mais alinhados com o governo e colocaram as matérias em votação”, explicou.

A sessão de quinta-feira foi realizada com 16 deputados em plenário. Faltou pouco, avisa o deputado do PMDB, para que fosse votada a PEC do Orçamento Impositivo, de autoria do 1o vice-presidente da ALE: “a PEC só não foi votada por falta de quorum, mas esse grupo já está programando uma nova votação como essa para pegar o governo de surpresa”.

O maior problema para o governo é saber, hoje, quem são de fatos seus aliados no Legislativo. Na oposição mesmo só estão dois deputados. Dos 25 que restam, apenas 10 estariam dispostos a acompanhar a recomendação do governo em todas as votações. Os outros 15, podem votar contra ou a favor do governo – dependendo da matéria e os interesses em jogo.

 

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *