Sem cortes: Quintella garante R$ 600 milhões para Alagoas este ano
   5 de abril de 2017   │     19:24  │  1

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella negou, através de texto distribuído por sua assessoria, nesta quarta-feira que o contingenciamento de recursos anunciado pelo governo federal afete obras da Pasta que estão em execução em Alagoas.

O Ministério dos Transportes perdeu 31,82% das despesas, o equivalente a R$ 5,13 bilhões, de um total de R$ 16,125 bilhões – o maior em volume de recursos entre todos os ministérios.

Apesar do corte, Quintella garante que “o estado não perderá nada do que já está previsto no orçamento”, afirma.

De acordo com o ministro os investimentos da Pasta em Alagoas chegam a R$ 490 milhões – entre obras em rodovias e no Porto de Maceió.

Segundo Quintella, Alagoas terá este ano o maior orçamento para obras de infraestrutura da história.

Versão oficial

Veja texto distribuído pela assessoria do ministro:

Orçamento de Alagoas não terá cortes”, garante Quintella

Ao contrário do que foi divulgado sobre a possibilidade de Alagoas ser prejudicada com o corte de R$ R$ 5,13 bilhões no orçamento do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, o ministro alagoano Maurício Quintella Lessa é contundente: “o estado não perderá nada do que já está previsto no orçamento”, afirma.

De acordo com Quintella, neste ano, Alagoas terá o maior orçamento para obras de infraestrutura da história e todos os modais de transportes serão contemplados. O ministro lista a programação de investimentos, dando destaque para a duplicação da BR-101 que, segundo ele, é o maior empreendimento do governo federal no estado e está sendo executado a todo vapor.

“Já retomamos as obras em trechos que estavam parados há anos. A ordem de serviço já foi assinada e nos próximos dias teremos máquinas operando na duplicação do trecho que liga Rio Largo a Teotônio Vilela, passando por São Miguel dos Campos”, explica.

Orçamento 2017

A dotação orçamentária do ministério prevista para Alagoas neste ano ultrapassa R$ 600 milhões. Além da duplicação da BR-101, toda malha rodoviária federal no estado será coberta com serviços de manutenção.

No Sertão, o único trecho da BR-316 que não é pavimentado no Brasil já está em obras. A rota liga as cidades de Canapi, povoado de Carié (AL), e Inajá (PE). “Trata-se de uma obra esperada há anos pela população sertaneja. Vamos tirar a região do isolamento”, comenta o ministro.

Mais uma obra rodoviária que está prestes a iniciar é a construção do viaduto da Polícia Rodoviária Federal, com a abertura das propostas do processo de licitação marcada para o próximo dia 14 de abril. Já foram repassados para a conta do convênio com o Governo do Estado mais de R$ 16 milhões e o orçamento deste ano prevê outros R$ 45 milhões.

Para o segundo semestre, está sendo elaborado o projeto de pavimentação da BR-416 no trecho entre Colônia Leopoldina e Ibateguara, região conhecida como Serra do Catita. São 3,6 km que receberão asfalto, e os 25 km do trecho pavimentado passarão por obras de adequação.

Porto de Maceió

Outro investimento garantido por Maurício Quintella é a dragagem do Porto de Maceió. Segundo o ministro, a última intervenção feita no porto foi uma limpeza em 1998. “A dragagem vai possibilitar a chegada de navios maiores, tanto de cargas como de passageiros. Vai torná-lo mais competitivo”, avalia. A previsão é que a licitação ocorra até o próximo mês.

Está programada ainda a construção de um terminal de passageiros, que também tem recursos previstos no orçamento deste ano, na ordem de R$ 18 milhões.

Aviação Regional

“Orçamento de Alagoas não terá cortes”, garante Quintella

Alagoas também receberá investimentos do Programa de Aviação Regional do Ministério dos Transportes. Em Arapiraca, por exemplo, um estudo avaliou nove áreas, indicando uma localização ideal para a construção de um novo aeroporto às margens da AL-115. A definição está sendo reavaliada pelo Governo do Estado. Após a confirmação da área será realizado estudo de viabilidade para, assim, dar andamento ao processo.

Em Maragogi, cidade situada em região de grande potencial turístico, a área para construção do aeroporto já foi definida. O Ministério aguarda agora o levantamento topográfico, o licenciamento e a elaboração do anteprojeto, responsabilidades que estão a cargo do Governo de Alagoas.

O aeroporto de Penedo, que pertence à prefeitura, também receberá recursos do ministério. São cerca de R$ 3,9 milhões que serão investidos no alargamento e pavimentação da pista, pátio de aeronaves, sinalização, iluminação, balizamento e cercamento.

“São obras que há anos estavam paradas no Ministério ou sequer tinham projeto. Alagoas é prioridade na nossa gestão. Mesmo com a dificuldade econômica do governo, vamos dar continuidade às ações previstas, com muito esforço e criatividade”, declara Maurício Quintella.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Fernando

    Com isso seu chefe Renan fica mais nervoso pq vai perder a eleição e vai pra Curitiba . Ahhhh e o jornalista sem emprego

Comments are closed.