“Desafio qualquer delator a provar que tratou de propina comigo”, desabafa Marcos Fireman
   12 de abril de 2017   │     23:43  │  2

Ex-secretário de Infraestrutura do governo de Teotonio Vilea, Marcos Fireman, reagiu a divulgação feita aqui (http://wp.me/p6TEFy-3Tl) de trecho de delação da Odebrecht em que ele é citado em propina que teria sido negociada pela empresa por Ricardo Aragão – que atuava à época como assessor especial do governo.

Em texto enviado ao blog, Fireman diz que tem um nome a zelar e desafia qualquer delator a provar que tratou de propina com ele.

Leia o posicionamento de fireman, na íntegra:

Caro Edivaldo, Não consegui encontrar meu nome na lista de investigados, meu nome aparece em um depoimento que supostamente o Sr. Ricardo Aragão, Superintendente do Canal do Sertão na época teria falado em meu nome, situação a qual desconheço. Você acompanhou minha trajetória na Seinfra. Deixei o governo em Janeiro de 2014.

O contrato da Odebrecht estava apenas iniciando. Era o 4º trecho do Canal. Não foi na minha gestão que a Odebrecht executou a obra.

Quero ressaltar que minha passagem pela secretaria foi marcada por um trabalho sério. Desafio qualquer delator a provar que teve alguma tratativa comigo de propina ou qualquer outro tipo de ilicitude.

Essa estratégia deliberada de colocar a maior quantidade de pessoas nesse caso tem o objetivo de confundir a opinião pública e tentar desmoralizar pessoas de bem que contribuíram com o desenvolvimento do nosso estado com muito trabalho.

Sempre honrei o nome de minha família e durante 7 anos que passei pelo Governo nunca houve nada que desabonasse minha conduta.

Gostaria em nome da verdade, do respeito e carinho que tenho por você, que publicasse minha versão, meu patrimônio é o meu nome, e ele defenderei com a verdade de peito aberto, não tenho o que temer, mas não posso ser desmoralizado perante meu Pai e meus filhos com situações inverídicas.

Seu amigo é um homem de bem pode ter certeza disso.

Forte Abraço

Marcos Fireman

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Luiz carlos

    TEMPO PERDIDO

    Neste instante em que apenas os nomes são citados todos os escalados pela “seleção” do Ministro Fachin são iguais. daqui hÁ algum tempo, é possível que se separar o joio do trigo, Mas, o fato preocupante é o tempo que a imprensa tem perdido ao ouvir esses acusados, pois todos já estão com a resposta “na ponta da língua.” .. ENTÃO PARA QUE PERGUNTAR? PARA GANHAR TEMPO BASTA QUE ANTES DA ACUSAÇÃO – COLOCA A RESPOSTA.: .”Que oportunamente tudo se esclarecerá e que confia na justiça”. E´ falta adjetivo para qualificar esses canalhas políticos e esses empresários canalhas. Agora, pergunto: COMO ACREDITAR NESSAS REFORMAS PROPOSTAS PELO NÃO MENOS VIL TEMER?

Comments are closed.