Alagoas perde mais de 9 mil empregos em março e 27 mil no ano
   20 de abril de 2017   │     18:43  │  0

De novo Alagoas registrou um dos piores resultados do Brasil no mercado de trabalho formal. Em março de 2017, revelam dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados nessa quinta-feira (20), o estado registrou a terceira maior redução de empregos do país (atrás apenas de Rio de Janeiro e São Paulo) e a maior do Nordeste.

Em março, foram registradas 5.955 admissões e 15.920 desligamentos. No mês, o saldo negativo foi de -9.335 postos de trabalho com carteira assinada.

Mais uma vez todos os setores da economia registraram perdas de empregos em Alagoas. Novamente, o pior resultado – o que já era esperado – ficou com a indústria de transformação, com saldo negativo de -7.735 empregos formais em fevereiro. O setor, que inclui as usinas, foi impactado pelo final da safra de cana-de-açúcar.

Fundo do poço

A “surpresa” no Caged de março ficou como setor de serviços – normalmente o último a sentir os efeitos da crise. Com saldo negativo de -649 empregos formais, esse setor foi o que mais desempregou em Alagoas em março, depois da cana-de-açúcar.

Mias de 27 mil empregos perdidos

No acumulado de janeiro a março, Alagoas registrou 19.244 admissões e 46.877 demissões, com saldo negativo de -27.633 empregos formais. A variação negativa na comparação com o estoque de tralhao em relação ao período anterior é -7,73%.

Considerando os dados de 12 meses – de abril a março – que mostram um “retrato” mais real da situação do mercado de trabalho, Alagoas registrou 111.463 admissões, 127.403 demissões, com saldo negativo de -15.940 empregos formais e variação de -4,61 na comparação com o período anterior.

Entre os setores, os maiores saldos negativos em 12 meses foram registrados na indústria (de transformação (-6.870), construção civil (-5.093), comércio (-2.735), serviços (-951) e agropecuária (-127).

caged alagoas março 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *