JBS fez doações oficiais de R$ 3,9 milhões a políticos de Alagoas
   19 de maio de 2017   │     18:33  │  5

Levantamento feito pelo Blog do Edivaldo Junior na prestação de contas dos candidatos nas eleições de 2014 no portal do Tribunal Superior Eleitoral aponta que a JBS dou, “indiretamente”, pelo menos R$ 3,9 milhões a políticos de Alagoas.

O levantamento foi realizado no período em que as doações de empresas eram permitidas pela legislação eleitoral e aponta que as principais lideranças políticas do estado receberam de alguma forma doação da JBS. Entre os beneficiados estão o governador Renan Filho (R$ 1,3 milhão), o senador Benedito de Lira, que foi candidato ao governo e recebeu R$ 1,2 milhão, além dos ministros Maurício Quintella (R$ 450 mil) e Marx Beltrão (R$ 236 mil) – deputados federais afastados.

Os deputados federais Arthur Lira (R$ 500 mil), Ronaldo Lessa (50 mil) e Givaldo Carimbão (R$ 150 mil) também receberam doações.

Os demais deputados federais (JHC, Paulão, Pedro Viela e Cícero Almeida) e o senador Fernando Collor, que disputaram a eleição em 2014, não receberam doações da JBS.

Pela prestação de contas, as doações da JBS foram realizadas através do diretório nacional ou estadual dos partidos (PP, PR e PMBD) ou através da campanha presidencial.

Veja a tabela:

Atualizando às 19h34

A assessoria do ministro Marx Beltrão enviou a seguinte nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO
Sobre a citação do ministro na lista de doações da JBS, cabe esclarecer que todos os valores recebidos pelo então candidato Marx Beltrão foram regulares e constam na prestação de contas apresentadas e aprovadas pela Justiça Eleitoral. Vale destacar que os valores foram repassados à campanha pelo diretório regional do PMDB de Alagoas, sem qualquer relação direta entre Marx Beltrão e a empresa.

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Indignado

    É,sem dúvida, a única solução para o País pelo fato de vivermos um caos social e moral sem nenhuma perspectiva de melhora com qualquer político deste sistema . REGIME MILITAR JÁ. O Brasil implora,voltem pelo amor de Deus.

  2. ALADROAS

    Veja bem: os militares saíram do poder para entrar em cena a Democracia:
    1) Mataram o Tancredo;
    2) Colocaram o chefe da ditadura: Sarney;
    3) Concretizou-se a democracia com um “mauricinho”: Collor. Não deu certo;
    4) Colocamos um intelectual: FHC: vivemos na fantasia que tudo era bom e ele vendendo o país;
    5) Entrou um analfabeto pseudo trabalhador: Lula. Só desvio e corrupção;
    6) elegemos a primeira mulher: Dilma. bem, nem vou falar;
    7) Entrou agora, um idoso, através de um golpe, e achamos que seria um velhinho bondoso, simpático e “bestinha”, mas, é mais um ladrão igual aos outros acima citados.
    Conclusão: pelo amor de Deus, voltem os MILITARES.

  3. Observador

    Além de nunca ter votado em FHC, e nem em Lula, parece que desde 2002, algo estava querendo me dizer que eu não votasse (como não votei) em nenhuma das muitas figuras citadas (Lula, Dilma, José Serra, Marina, Temer, etc.) em delações premiadas! Também, nunca votei em certas figuras da política local! Com isso, muitos que foram eleitos, jamais ganharam com o meu voto! E o resultado está aí : São pouquíssimos/raros, os que não estão envolvidos de alguma maneira ou outra, com a corrupção! E a decepção é maior porque muita gente acreditou que com o PT no Poder, a corrupção iria ser reduzida ao mínimo! Ledo engano : Aí é que a coisa, com gente do próprio PT envolvida, segundo se ouve nos noticiários, se multiplicou de tal modo que quebrou o País! E ainda têm pretenso candidato a presidente que fica querendo dar uma de “santo do pau oco” (chorando e dizendo não sei de nada, não ouvi nada, não tenho nada e não vi nada)! E muitos ainda “vão na onda”! Sinceramente, se houver eleição direta para a presidência do País , não contem com meu voto!

Comments are closed.