Com R$ 287 milhões, AL bate mais um recorde de arrecadação de ICMS em maio
   3 de junho de 2017   │     22:13  │  1

Na contramão da crise, Alagoas registrou em maio um desempenho positivo da receita de ICMS. No mês, segundo números da Secretaria da Fazenda do Estado, a arrecadação chegou a R$ 287,64 milhões, com variação de 11,94% na comparação com igual mês de 2016, quando foram arrecadados R$ 256,9 milhões.

O valor arrecadado é recorde para o mês. Com o bom resultado de maio, o estado melhorou do desempenho no ano, superando a inflação, tanto no mês quanto no acumulado dos 5 primeiros meses de 2017.

De janeiro a maio a receita de ICMS somou R$ 1,537 bilhão, em crescimento de 6,28% na comparação com o período de janeiro a maio 2016, quando foram arrecadados R$ 1,44 bilhão.

De novo e pelo quinto mês seguido o segmento de energia elétrica foi o único com desempenho negativo em maio, relata o secretário da Fazenda, George Santoro: “exceto energia, todos os setores da economia tiveram crescimento, com destaque para grandes contribuintes (combustíveis e comunicações) e substituição tributária”, aponta.

Dá para explicar?

Como é possível Alagoas manter um crescimento de sua arrecadação própria com o país em crise e com o aumento do desemprego? Santoro desconversa sobre o assunto, mas dá algumas pistas. Entre as ações da fiscalização do estado, está o cerco a grandes contribuintes – especialmente do setor de combustíveis e comunicação, o aumento na carga tributária e a inclusão de novos produtos na arrecadação por substituição tributária. Atualmente, os produtos de maior consumo no es – incluindo bebidas, cigarros, alimentos e combustíveis, pagam imposto antecipado.

Outra explicação é o uso de “sistemas inteligentes”, programas de computador que ajudam o fisco a monitorar os maiores contribuintes.

Seja como for, o crescimento da arrecadação de ICMS em plena crise mostra que no passado existiam muitas falhas e brechas no modelo de recolhimento de impostos do estado.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Edson

    A arrecadação, bem administrada, contribui para o desenvolvimento do Estado e principalmente para o bem estar da sua população. Mas é público e notório que nossos governantes se preocupam mais com as suas bases politicas para se reelegerem ou elegerem seus candidatos, quase sempre seus parentes ou subordinados políticos.

Comments are closed.