Após 3 meses, eleição da UVEAL segue barrada pela Justiça: vereadores cobram posição do TJ
   9 de junho de 2017   │     22:49  │  0

Suspensa por liminar da Justiça, a eleição para a nova diretoria da União dos Vereadores de Alagoas, deveria ter ocorrido no dia 25 de março deste ano. Deveria.

Quase três meses depois, o processo eleitoral continuam empacado numa liminar do Tribunal de Justiça de Alagoas.

A ação voltou a andar, como registrei aqui (http://wp.me/p6TEFy-3Sn), no começo de maio, e desde então aguarda por uma decisão do desembargador Pedro Augusto Mendonça de Araújo.

A diretoria da UVEAL, como se sabe, apresentou recurso contra a liminar emitida em favor do vereador Diomedes Rodrigues, do PSDB de Pão de Açúcar, que não conseguiu registrar chapa para concorrer a eleição.

O advogado Thiago da Franca Neri, que representa a Uveal, explica: “na petição provamos que todo o processo de convocação da eleição foi realizado dentro do estatuto da associação, não havendo portanto nada que impeça a realização do pleito”, aponta.

Candidato a presidente da Uveal, pela única chapara registrada no pleito (Unidos Pela Uveal), Fabiano Leão, vereador do PMDB de Arapiraca avisa que vai, na próxima segunda-feira, 12, pela manhã, procurar o Tribunal de Justiça, em Maceió, para pedir celeridade no julgamento da ação: “essa demora é injustificada. Os vereadores querem eleger a nova diretoria, para que a Uveal retome suas atividades normais. Hoje, em situação precária, existem problemas até para o pagamento de pessoal”, pondera.

Fabiano Leão diz que decidiu procurar o TJ pela pressão dos vereadores: “entendo que a Justiça tem seus prazos, mas tenho sido procurado por muitos vereadores que querem que a decisão seja tomada o quanto antes. Vamos formar uma comissão, procurar o desembargador e pedir que ele autorize a realização do pleito o quanto antes”, adianta.