Novo prazo: RF só decide se vai dar reajuste ao servidor no final de junho
   10 de junho de 2017   │     23:24  │  13

Depois que Rui Palmeira avisou que não tem – ao menos por enquanto – condições financeiras para dar reajuste aos servidores de Maceió, as atenções se voltam para o governo do estado.

O governador Renan Filho sinalizou que deveria dar uma posição até o final de maio.

Mas com os novos acontecimentos – a crise em Brasília e os estragos da chuva – a decisão, segundo um importante servidor do Palácio dos Palmares deve ficar para o final de junho.

Renan Filho e sua equipe econômica querem mais tempo para refazer os cálculos e projeções de receita e despesa, que mudam conforme a crise política se agrava em Brasília.

No caso do governo, a decisão já teria sido tomada: reajuste de 6%, dividido em duas parcelas.

Renan Filho, no entanto, parece preferir espera um pouco mais. É tempo de saber para onde vai Michel Temer e ver qual será o desfecho das negociações salariais em Maceió.

A decretação de uma greve ou não pode servir de estímulo para o Estado apresentar uma proposta aos seus servidores e evitar, com isso, protestos e ameaças de greve do funcionalismo estadual.

COMENTÁRIOS
13

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Claudio Vilemon

    Os furos desse blog é mais furado, que, as balelas desses desgoverno marqueteiro, já não vejo nenhuma confiabilidade do amigo que assina esse blog.

  2. marcelino

    Esperamos que o governador RF, se sensibilize com a situação dos funcionários públicos dos Estado de Alagoas e anuncie logo o percentual para reposição de nossas perdas referente ao ano 2016, acabando com esse terrorismo de vai dá ou não vai dá, lembrando que tivemos
    negada a reposição das perdas referente ao ano de 2015, pelo atual governador RF.
    Governador não podemos ficar 2 anos sem reposição de nossa perdas.

  3. Policarpo quaresma

    Não sei o que é que esses sindicatos e associações militares estão esperando para partir para o confronto com este governo. Quer dizer, até sei.Mas ,não posso citar aqui porque não tenho provas.O que sei é que é muito estranho um vice presidente de associação militar aceitar assumir um cargo comissionado no Estado.Talvez isso explique muita coisa concernente a este silêncio ensurdecedor das representações dos servidores.

  4. ALDO SILVA

    O São João está chegando e o Governo do Estado já está dando aquela forcinha pra alegria da época ser ainda maior. Depois que passar o dia de Santo Antônio, no dia 14, os servidores estaduais vão receber a primeira parcela do 13º salário. E tem mais: pela primeira vez, os servidores e professores da UEPB também vão receber a metade do 13º. Com essa boa notícia, até a comida de milho ficou mais gostosa, né não?! Só que não. Esse é o Governo do Estado da PARAÍBA. Que pena!

  5. Fernando

    Mais uma vez, só comprova a falta de respeito dele para com os servidores públicos e com a população em geral. Os políticos alagoanos só se preocupam em roubar.

  6. ALDO SILVA

    Referente a este tema constata-se que desde o início do ano o blog tem trazido apenas enrolação e especulação, assim fica claro que o blog não está alcançado seu objetivo de deixar o leitor bem informado, mas por vezes tem sido elo do marketing do governo. O SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL MERECE RESPEITO!

  7. André Esteves

    Até hoje não entendi o que Maceió tem a ver com os servidores do Estado. Tudo o Governador leva pra o lado político. O Prefeito de Maceió sempre pauta esse Governador. Se der aumento ele dá, se não fizer São João por causa da chuva, ele quer fazer. O Governador não tem opinião pra nada. Melhor nós, servidores do Estado, até mesmo antes de 2019, quando Rui será Governador, começar a negociar com ele.

  8. Elder

    Só o jornalista (será?) acredita nessa ladainha de novos estudos financeiros.
    O governo está única e exclusivamente fazendo política e esticando a corda até onde pode enquanto tiver alguma justificativa (chuvas, crise econômica, política, etc.).
    Com essa resposta da Prefeitura, vai pagar menos do que pagaria e ainda vai se vangloriar porque não está atrasando salário.
    Agora ninguém explica porque os Sindicatos estão caladinhos…

  9. Servidor

    TOC! TOC! TOC!
    Onde estão os sindicatos então!
    Kkkkkkk faz-me rir!
    Estado e Município há muito que não tem!
    Onde estão, boa pergunta?

Comments are closed.