Renan Filho se recusa a aumentar o próprio salário
   22 de junho de 2017   │     22:08  │  10

A Assembleia Legislativa aprovou nesta quinta-feira,22, o projeto de lei de autoria do Executivo que concede o reajuste geral de 6,29% para todos os servidores, em duas parcelas.

O mesmo percentual vai corrigir os vencimentos de todos os funcionários públicos estaduais – ou quase isso.

Na prática, o aumento não terá efeito para quem tem vencimentos mais altos que o de governador.

É o caso de delegados de polícia e fiscais de tributos.

Explico: existe um teto constitucional que limita os salários aos do chefe do Executivo.

Quando a remuneração é maior, aplica-se um redutor.

Assim, muitos delegados e fiscais terão seus vencimentos reajustados, mas vão continuar recebendo o mesmo valor nas suas contas.

Para “corrigir” essa situação seria preciso aumentar o salário do governador e do vice. Nesse caso, a iniciativa é do Poder Legislativo.

Para assegurar o reajuste também para esses servidores, o vice-presidente da ALE, Francisco Tenório, avisou, na sessão desta quinta-feira, que vai entrar com um projeto de resolução, na próxima semana, propondo o aumento.

Eu faço este apelo, como membro da Mesa Diretora. Já tenho a minuta do projeto pronto e peço o apoio. Alagoas passa por um bom momento, pagando as contas em dia, houve aumento de arrecadação de ICMS e o governo tem superado a crise, o que mostra condições de dar o aumento ao governador. Poucos governadores merecem aumento salarial no país e Renan Filho é um dos que merecem”, argumentou Tenório, durante a sessão, ontem.

RF deve vetar aumento do próprio salário

Se depender da vontade do próprio Renan Filho, Chico Tenório não terá sucesso em sua iniciativa.

O governador tem dito aos assessores mais próximos que não acha correto receber qualquer tipo de aumento em função da crise que o país atravessa.

Em outras palavras, se a ALE aprovar aumento no seu salário, o governador vai vetar. Justificativa para isso ele tem de sobra.

Nesse caso, pesa muito mais a “simbologia” do gesto, em função do momento político e econômico do país, do que a real situação financeira do estado.

No isopor

Os salários de Renan Filho e Luciano Barbosa estão “congelados” desde 2015. Atualmente, o vencimento bruto do governador é de R$ 22.051,95 e o do vice, R$ 20.751,73. Os vencimentos líquidos, descontado IR e previdência, são de R$ 16.415,91 e R$ 15.473,25.

Sob pressão

Não será fácil, no entanto, para os deputados estaduais deixar de aprovar uma proposta de reajuste de salários para o governador e vice.

Apesar de um pequeno quantitativo na comparação com o conjunto dos servidores, as categorias interessas no reajuste salarial tem grande influência em diferentes setores da sociedade alagoana.

A partir de agora, delegados e fiscais vão “marcar presença” na Casa de Tavares Bastos, assim como fizeram em vários outros momentos – mas sem nenhum sucesso, até agora, nesse governo.

COMENTÁRIOS
10

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. marcelino

    O CERTO SERIA TODOS RECEBEREM ESSA REPOSIÇÃO DAS PERDAS SALARIAIS, DO MAIS HUMILDE AO GOVERNADOR QUE É O MAIOR SALÁRIO DO EXECUTIVO, CONTANTO QUE HOUVESSE UMA PROPORCIONALIDADE MAIOR PARA OS MAIS SACRIFICADOS, OS QUE RECEBEM OS MENORES SALÁRIOS E ASSIM AOS POUCO PODERÍAMOS UM DIA NO FUTURO, TERMOS DIMINUÍDO A DESIGUALDADE E A DISPARIDADE SALARIAL NESSE PAÍS. PARABÉNS AO GOVERNADO RF PELO ÓTIMO TRABALHO A FRENTE DO PODER EXECUTIVO, LEMBRANDO QUE ESTAREMOS ATENTOS TANTO PARA ELOGIAR AO CRITICAR.

  2. Neide Pinheiro

    Senhor Gilberto, a prioridades deve ser dada aos que ganham MENOS de R$ 5.000,00. Salário de R$ 22.051,95 para o momento atual de nosso país já está de bom tamanho. Compare o salário de um delegado com o salário de um agente de polícia. Não é justo defender os que ganham maiss em detrimento dos que ganham menos. Veja a diferença de 6,29 % pra quem ganha R$ 2.000,00 pra quem ganha R$ 22.000,00.
    O governador tá CERTO.

    1. Gilberto

      Defendo a igualdade de condições se o reajuste é pra TODOS, não pode uma parte por menor que seja e seja lá quanto ganhe ficar de fora por uma questão de marketing político. Reafirmo o que disse: salário de governador é político, ele não depende desse valor pra pagar as contas dele.

  3. Marcelo

    Eles podem até receber esse valor. Contudo, por “debaixo do panos”, esse valor alcança uma margem estratosférica, digo, exponencialmente geométrica, com as obras em nosso estado e outras coisas mais, que, eles, com esperteza fazem. É o caso de Renan Filho, de Inquérito nº 4389 – STF, que recebeu propinas para sua campanha. Estamos de olho nos bastidores.

  4. SEVERINO FEIJÓ DE MENDONÇA

    O ÚNICO CIDADÃO ALAGOANO QUE DESEJA E COM MUITA VONTADE DE SER GOVERNADOR DE ALAGOAS PARA RECEBER R$ 16.415,91 LÍQUIDO É EXATAMENTE O CORTADOR DE CANA DE QUALQUER USINA DE AÇÚCAR EM ALAGOAS. DE ONDE VEM OS PROVENTOS PARA O GOVERNADOR OU POLÍTICO PROFISSIONAL QUALQUER SE FIRMAR CADA VEZ MAIS NA POLÍTICA ?

  5. Gilberto

    Jogo de cena do governador. Quer parecer austero às custas do funcionalismo. Estas categorias estão amargando uma perda de mais de 20% neste governo. Salário de governador é político, ele não depende desse salário pra bancar seus custos.

  6. ALEX

    Kkkkkkkkkkk… Rindo até a próxima eleição!!! Parabéns pelo excelente exemplo Governador. Kkkkkkkkk kkkkkkkkkk kkkkkkkkkk

Comments are closed.