Região sul é a única onde Marx Beltrão tem bom desempenho para o Senado
   10 de agosto de 2017   │     11:27  │  3

Depois do levantamento nas quatro maiores cidades de Alagoas, o Ibrape divulgou os resultados de pesquisa geral de intenção de voto em todo o Estado, realizada entre 26 e 30 de julho. Foram ouvidos 2 mil eleitores de 16 anos ou mais em 45 diferentes cidades de todas as regiões alagoanas. O intervalo de confiança estimado é de 95% e margem de erro de 3%.

O Ibrape montou um cenário com 5 candidatos eventuais ao Senado em 2018: Renan Calheiros (PMDB), Benedito de Lira (PP), Teotônio Vilela Filho (PSDB), Marx Beltrão (PMDB) e João Caldas (PSB). O levantamento, já divulgado aqui, mostra que, segundo o Ibrape o resultado geral ficaria assim, considerando o 1o e o 2o votos: Renan 30%, Teo Vilela 25%, Benedito de Lira 18%, João Caldas12% e Marx Beltrão 11%.

O Ibrape também divulgou dados por região. A amostragem foi feita em sete diferentes regiões de Alagoas: agreste, grande Maceió, Maceió, mata, norte, sertão e sul.

Na amostragem por região, a pesquisa Ibrape mostra que o ministro Marx Beltrão só vai bem na região Sul, onde sua família tem base política. Lá ele lidera com 41%, somando o 1o e 2o votos (veja tabelas). Nas demais regiões fica em 4o ou 5o lugar, oscilando de 7% no agreste a 11% no sertão.

Caldas, a surpresa

Já o pré-candidato do PSB ao Senado, João Caldas, tem desempenho melhor na zona da mata (18%) e zona norte (15%), que nas demais regiões onde oscila de 7% a 12%. No geral, ele tem 12% e está à frente de Marx. A “dianteira” se deve especialmente aos resultados em Maceió e na grande Maceió. Nesses locais, Caldas tem cada um 12%, e Beltrão 9% e 7%, respectivamente.

Equilíbrio

Os demais nomes incluídos na pesquisa para o Senado mostram oscilações menores entre as sete regiões pesquisadas. Renan Calheiros oscila de 20% em Maceió a 35% na zona da mata e sertão. Téo Vilela oscila de 15% em Maceió a 33% na zona da mata. Biu de Lira, oscila de 15% em Maceió a 22% no agreste.

Maceió, um calo para (quase) todos

Com exceção de João Caldas, todos os candidatos ao Senado apresentados nessa pesquisa tiveram seus piores desempenhos registrados em Maceió: Renan 20%, Téo 15%, Biu 15% e Marx 7%. João Caldas ficou com 12% na capital. Seu pior desempenho é no sertão, com 7%.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Clóvis

    Boa tarde!
    Votar em um candidato que, apoio o TEMER e pedir o suicídio do estado e ajudar jogar o estado no precipício…REGIÃO SUL DO LITORAL ALAGOANO DIGA NÃO AO BELTRÃO.

  2. SH

    Por coencidência o resultado desta pesquisa do instituto do Renam bateu no alvo que é convencer ao Téo Vilela reeditar a dobradinha…

    Renam e Téo juntariam seus aliados para eleger os 2…
    Este é o plano de Renam e incluirá mais uma vez o PSDB lançar um candidato ” laranja” ao governo do estado, nada de apoio a Rui ou Rodrigo Cunha.

  3. Mario casado

    O problema é a confiança nesse instituto Ibrap, os Calheiros é quem comanda o Ibrap. Recordo os resultados nas eleições anteriores principalmente p o senado, onde os resultados sempre colocava: Renan e Heloisa disparados na frente quando abriram as urnas o Senador Biu deu lapado nos dois, ficando em primeiro lugarl!!! Não confio!!!

Comments are closed.