Na contramão da crise, Funasa vai concluir obras em municípios de AL
   14 de setembro de 2017   │     12:43  │  0

Em tempos de vacas magras em Brasília, por falta de recursos federais mais de 140 obras nos municípios alagoanos ainda não foram iniciadas e cerca de 120 estão paralisadas; são praças, quadras de esportes, pavimentação de vias. O levantamento é da da Caixa Econômica Federal. As obras são classificadas pela União como Restos a Pagar Não Processados, cujos empenhos, correm riscos de serem cancelados

Se depender do superintendente da Fundação Nacional de Saúde, em Alagoas, as obras e ações da Funasa nos municípios do estado não vão parar.

Domicio Silva, recebeu, nessa quarta-feira, 14, na sede da instituição, em Maceió, José Antônio da Motta Ribeiro, chefe de gabinete do presidente da Funasa, Rodrigo Sergio Dias. Em pauta, o planejamento para a conclusão das obras em andamento em Alagoas.

No encontro, José Antônio explicou que o presidente da Funasa determinou todo esforço necessário para a conclusão das obras já iniciadas até o fim do ano que vem. “O que estamos fazendo aqui, junto com o superintendente de Alagoas, é conversar, conhecer e acompanhar estes trabalhos, priorizando as obras já inciadas e conversando com os técnicos e com as empresas executoras para que isto seja feito dentro do prazo estabelecido” explicou ele.

Domício Silva elencou as obras que serão alvos deste esforço: Sistema de Esgotamento Sanitário em Igaci, Olho d’Água das Flores, São José da Tapera, Marechal Deodoro e Pariconha, além de Sistemas de Abastecimento de Água em Boca da mata e nas comunidades quilombolas.

“Foi uma reunião importante para criarmos este grupo de trabalho, visando um esforço máximo para a conclusão destas obras que irão beneficiar as populações destes municípios” aponta Domício.