Maurício Quintella arquiteta chapa de oposição ao governo Renan Filho
   23 de setembro de 2017   │     22:45  │  4

Correndo em faixa própria, com bom trânsito em todos os grupos políticos de Alagoas, Maurício Quintella trabalha incansavelmente para montar uma chapa “viável” de oposição ao Palácio dos Palmares.

O Plano A do ministro, como se sabe, é uma chapa com Rui Palmeira disputando o governo. Para o Senado, muitas opções. Além de Téo Vilela e Benedito de Lira, nomes como o de Ronaldo Lessa e o próprio Maurício Quintella são citados.

No dia 8 de julho deste ano, o promoveu um jantar com líderes dos partidos que dão apoio ao prefeito de Maceió, com o objetivo de “animar” Rui Palmeira a se definir. O prefeito, no entanto, continua, como bom tucano, em cima do muro. Não diz que sim, nem que não e empurra a decisão para 2018.

Quintella, assim como outras lideranças do grupo, não parece disposto a esperar de braços cruzados pelo sim de Rui. Até porque, em caso do não, o grupo tende a se esfacelar antes mesmo das convenções do próximo ano.

O encontro entre Quintella e JHC, na última semana, pode mudar os rumos. Um interlocutor, muito próximo do ministro, confirma que ele sondou o deputado federal do PSB.

“O ministro quis saber se o deputado JHC toparia ser candidato ao governo com o apoio dele e de todo o grupo. Depois de fazer algumas ponderações, JHC sinalizou que poderá ir para a disputa sim. Os dois terão uma nova conversa nos próximos dias, depois que Maurício Quintella conversar com os dirigentes dos outros partidos e com o Rui Palmeira”, aponta.

A definição de um nome desde já é considerada fundamental para que o grupo do qual faz parte Quintella (PP, PR, PSDB, DEM, PROS e PDT) se mantenha unido. O ministro sabe disso e não parece querer esperar mais por uma resposta de Rui Palmeira.

Uma eventual candidatura de JHC abririam muitas possibilidades nas composições políticas e eleitorais segundo o interlocutor. “JHC pode ir para o governo e ganhar. E se perder, poderá ser candidato a prefeito em 2020. Na visão do ministro ele tem um perfil adequado para este momento: é jovem, vai se apresentar como ‘novo’, como opção de mudança e isso certamente será um apelo muito forte para o atual momento da política brasileira”, pondera.

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Edson

    O segundo mandato de Rui Palmeira como Prefeito de Maceió o descredencia a ser candidato ao Governo do Estado, ao Senado Federal ou qualquer outro cargo, só quem não ver isso são seus aliados, que mamam nas tetas da Prefeitura de Maceió e o ministro/deputado Mauricio Quintella é um deles, com vários aliados seus ocupando cargos comissionados no Gabinete do Prefeito, na Sima, na Infraestrutura e outros órgãos da Prefeitura de Maceió.

  2. josé

    OS POLITICOS DO BRASIL NÃO SÃO EXEMPLOS PRA NADA. A MAIORIA DESMORALIZADOS, ACUSADOS DE CORRUPTOS, UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA ACUSADO DE LADRÃO, SEUS MINISTROS TAMBÉM, E MAIS ESTÃO EM PLENO EXERCICIO DO CARGO DE FORMA CÍNICA, DEBOCHADA E NÃO TEM DIGNIDADE MORAL EM SENDO ACUSADOS PELO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, NÃO RENUNCIAM A SEUS CARGOS.

    QUE PAÍS É ESSE, QUE EXEMPLOS ESTAMOS PASSANDO PARA NOSSA FAMILIA, NOSSOS FILHOS, NETOS, SERÁ QUE ESSES CANALHAS NÃO SE ENVERGONHAM DO QUE FAZEM DE ERRADO, ATÉ QUANDO E QUANDO A POPULAÇÃO BRASILEIRA VAI REAGIR A ESSES FASCÍNORAS!.

  3. josé

    UMA ATITUDE QUE SE ESPALHOU PELO MUNDO, OS CORTES DE CABELO ESQUESITOS E POR QUE NÃO DIZER SAFADO QUE OFENDE A DIGNIDADE MORAL DE QUEM USA.

    O QUE SE Vê HOJE SÃO CRIANÇAS E ADOLESCENTES ADERINDO A ESSA MODA INDUZIDA POR ADMIRAR SEUS SUPOSTOS ÍDOLOS.

Comments are closed.