PSDB terá chapa de federal e candidato ao Senado, avisa Vilela
   9 de outubro de 2017   │     23:58  │  2

Os tucanos de Alagoas já tem traçado alguns caminhos para as próximas eleições. As alianças proporcionais devem ser definidas “naturalmente” logo após da escolha de uma chapa majoritária, aponta o deputado federal Pedro Vilela (PSDB).

Candidato à reeleição, ele avisa que o momento agora é fortalecer o partido, montar chapas proporcionais própria, para depois buscar ou não uma coligação.

O partido, adianta Pedro, deve apresentar ao menos um candidato ao Senado: “nosso pré-candidato é o ex-governador Teotonio Vilela e esperamos que ele aceite concorrer no próximo ano”, pondera.

A construção das chapas proporcionais devem seguir, internamente, até pelo menos o início de 2018.

O partido trabalha hoje para ter uma chapa que incluiria, além do próprio Pedro, outros tucanos com boas chances: “meu nome colocado e é natural que eu seja candidato à reeleição. Outros nomes podem fortalecer a chapa de estadual e federal, como o deputado estadual Rodrigo Cunha que tem tudo para se eleger federal, a vereadora Tereza Nelma, que tem garra e vontade, do ex-deputado Gilvan Barros, que é muito forte no agreste, além de ex-prefeitos e militantes”, aponta.

O PSDB segundo Pedro Vilela terá condições de formar chapa puro sangue de estadual e federal, a tendência é formar coligação com outros partidos, assim como ocorreu 2014.

“A coligação naquele momento (2014) com o PRB foi fruto de um cenário do momento. Hoje, embora não exista a preocupação com o quociente eleitoral – o PSDB é um dos poucos partidos que tem a possibilidade de formar uma chapa puro sangue – não quer dizer que se descarta coligação, Essa situação será analisada e vamos conversar com outras forças, mas a tarefa principal agora é estruturar o partido”, diz.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Santos

    Com o quadro que se apresenta, dificilmente o PSDB-AL terá representante na Câmara e Senado Federal. Se a dobradinha Rui-Téo se consolidar, será a maior decepção política da história de Alagoas. É o reflexo do desleixo das administrações do PSDB com o servidor público, na Prefeitura de Maceió e no Governo do Estado.

Comments are closed.