Biu de Lira e Téo Vilela disputam segunda vaga para o Senado, mostra pesquisa
   14 de outubro de 2017   │     18:12  │  0

Após realizar pesquisa nas maiores cidades de Alagoas, o Ibrape está divulgando o levantamento geral de intenção de voto em Alagoas.

A pesquisa, divulgada na coluna Radar da Revista Veja e em um site local, foi realizado entre 06 e 09 de outubro, com 2 mil eleitores com 16 anos ou mais, com intervalo de confiança estimado de 95% e margem de erro de 3%.A amostragem foi realizada em 45 diferentes cidades de todas as regiões alagoanas.

Já divulgamos o resultado para o governo de Alagoas e presidente da República. Agora vamos conhecer a preferência do alagoano para o Senado.

A grande surpresa nesse levantamento é a melhora do desempenho dos atuais senadores Renan Calheiros (PMDB) e Benedito de Lira (PP).

Segundo o Ibrape, se as eleições fossem hoje, Renan Calheiros seria reeleito e Benedito de Lira disputaria a segunda vaga com Teotonio Vilela Filho (PSDB).

O Ibrape montou um cenário com 5 candidatos eventuais ao Senado em 2018, assim como fez nas pesquisas anteriores: Renan Calheiros (PMDB), Benedito de Lira (PP), Teotônio Vilela Filho (PSDB), Marx Beltrão (PMDB) e João Caldas (PSB).

São estes os políticos que até agora manifestaram intenção de disputar o Senado em 2018 em Alagoas.

Renan e Téo lideram

Se as eleições para senador fossem hoje e os candidatos fossem os seguintes, o resultado, segundo o Ibrape ficaria assim no resultado geral, considerando o 1o e o 2o votos: Renan 35%, Téo Vilela 23%, Benedito de Lira 21%, João Caldas11% e Marx Beltrão 10%.

O levantamento leva em consideração os dois votos para o Senado, no próximo ano.

Pela pesquisa o 1o voto para o Senado ficaria assim: Renan 21, Téo 11%, Biu 11%, Marx 6% e João Caldas 5%.

O 2o voto seria assim: Renan 14%, Téo 12%, Biu 10%, João Caldas 6% e Marx 4%.

Biu e Téo mais “próximos”

Na comparação com a pesquisa anterior, divulgada em agosto (http://wp.me/p6TEFy-45m), o senador Renan, que tinha 30% cresceu 5 pontos; Téo Vilela caiu de 25% para 23%, Biu subiu de 18% para 21%, enquanto João Caldas caiu de 12% para 11% e Marx Beltrão caiu de 11% para 10%.

O resultado divulgado agora mostra que Benedito de Lira encurtou a distância para Téo Vilela. Com a diferença entre os dois dentro da margem de erro, qualquer resultado seria possível. Mas até a eleição, ainda tem muito chão pela frente. O caminho é longo para todos, incluindo o senador Renan Calheiros, que está na liderança.

As chances de ser eleito pelo Senado passam por uma estratégia que vai do voto de opinião a articulações com lideranças políticas tradicionais, em busca do 1o ou 2o votos, até com alianças informais com eventuais adversários em alguns municípios. Quem for melhor no xadrez, tem mais chance de ganhar oito anos em Brasília.