Após dois tombos, ICMS de AL volta a crescer e chega a R$ 304 milhões em outubro
   2 de novembro de 2017   │     18:20  │  0

O clima agora é alívio na Secretaria da Fazenda de Alagoas. Depois de duas quedas consecutivas, em agosto e setembro, o ICMS de Alagoas voltou a fechar com variação positiva em outubro.

No mês passado, a arrecadação do principal imposto do estado chegou a R$ 304,5 milhões, em alta de 8,3% na comparação com igual período de 2016, quando foram arrecadados R$ 281 milhões.

O resultado do mês ajudou a recuperar o desempenho do ICMS no ano. No acumulado de janeiro a outubro de 2017, a receita chegou a R$ 2,99 bilhões. O crescimento nominal na comparação com os primeiros dez meses do ano passado, quando foram arrecadados R$ 2,92 bilhões chega a 2,36% e representa uma pequena melhora ante o percentual acumulado até setembro (1,72%).

O secretário da Fazenda, George Santoro, está otimista. “Acredito que o desempenho será positivo e o ICMS crescerá mais até o final do ano”, aponta. Ele explica que o crescimento foi resultado de uma melhora em todos os setores da economia, exceto energia e sucroalcooleiro. “Este último simplesmente parou”, resume.

Pelos números da Sefaz, revela George Santoro, o “varejo começa a reagir bem, especialmente nas grandes redes”. A tendência, acredita o secretário, é que o setor continue aquecido, especialmente com a chegada do final de ano e com a circulação do 13o salário.