Renan condena expulsão da senadora Kátia Abreu pelo PMDB
   23 de novembro de 2017   │     18:32  │  1

Quebrando um longa tradição democrática o Conselho de Ética do PMDB decidiu pela expulsão da senadora Katia Abreu (PMDB-TO). A exclusão do partido foi motivada pelas críticas dela ao presidente Michel Temer e ao próprio partido.

A decisão causa surpresa em se tratando do PMDB, um partido que desde a sua criação, ainda na ditadura militar, sempre conviveu bem com divergências internas.

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que assim como Kátia Abreu tem sido um crítico do governo Temer reagiu contra a expulsão. Em nota, ele considera que o ato foi extremo e contraria as práticas políticas do PMDB e a própria história do partido:

NOTA PÚBLICA

A decisão do Conselho de Ética do PMDB, de cancelar a filiação da senadora Katia Abreu, parece resultado desses tempos confusos que o Brasil vive. É um ato extremo que contraria as práticas políticas do PMDB e a própria história do partido. O PMDB foi construído e se fez forte por respeitar as diferenças de opinião. Esta é a forma civilizada de mediar conflitos internos e transmitir confiança à sociedade.

Kátia Abreu é uma parlamentar atuante, de posições claras e sinceras, que valoriza a bancada no Senado e o papel da mulher no PMDB. Retirá-la das nossas fileiras é uma atitude que violenta as mais caras tradições de convivência e tolerância que sempre marcaram a vida do partido.

SENADOR RENAN CALHEIROS

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Luiz Paulo sodr

    Sr. jornalista,por favor mande dizer a essa criatura,que ele é o próximo,não do PMDB, mas de circulação.

Comments are closed.