Pesquisa mostra que a corrupção atrapalha até empresários do pequeno negócio
   18 de dezembro de 2017   │     21:56  │  0

Um dos maiores dilemas da atualidade no Brasil, a corrupção, é um problema não só para apenas para grandes empresas, para o cidadão comum que precisa dos serviços públicos, mas também para empresários de pequenos negócios.

Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae e divulgada na última semana, o que mais atrapalhou os empresários em 2017 foi a corrupção. A pesquisa inédita mostra que 31% dos empreendedores entrevistados apontaram a corrupção como o principal obstáculo enfrentado este ano, seguido pelo desemprego alto (25%) e pela taxa de juros elevada (17%).

Para a maioria dos entrevistados, 2018 será melhor que 2017, que por sua vez foi pior que 2016.

Veja texto da Agência Sebrae sobre a pesquisa:

Corrupção atrapalha empresários de pequenos negócios

Pesquisa do Sebrae mostra que empresários se sentiram prejudicados em 2017

Nem o desemprego, nem a recessão ou a alta taxa de juros. O problema que mais atrapalhou os empresários em 2017 foi a corrupção. Pesquisa inédita do Sebrae mostra que 31% dos empreendedores entrevistados apontaram a corrupção como o principal obstáculo enfrentado em 2017, seguido pelo desemprego alto (25%) e pela taxa de juros elevada (17%). Para 52% dos donos de pequenos negócios, o ano que termina foi pior do que 2016.

“É a primeira vez que a pesquisa registra a corrupção como o item mais citado. Isso mostra que falta ao empresário brasileiro confiança na política pública e isso está impactando na gestão do seu negócio. Menos confiante no ambiente político, o empreendedor aponta a corrupção como causa principal para não atingir o desempenho desejado em sua empresa”, analisa o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Os empresários do segmento industrial foram os que mais sentiram o peso da corrupção (34%). A análise por região mostrou que o problema foi percebido com mais força pelos donos de pequenos negócios do Norte (36%). A percepção de que 2017 foi pior do que 2016 atingiu mais os empresários do Comércio (54%) e da região Nordeste (54%).

Apesar da avaliação negativa deste ano, 65% dos empresários ouvidos pelo Sebrae acreditam que 2018 será melhor para os próprios negócios. O otimismo, porém, não é compartilhado com a perspectiva para a situação do país. Apenas 11% dos donos de pequenos negócios apostam que a economia brasileira vai melhorar no próximo ano. Para 26% dos empreendedores, a crise financeira só será superada em 2021. Mais da metade dos empresários (51%) acreditam que o combate à corrupção deve a prioridade do novo governo. A pesquisa do Sebrae foi realizada em outubro, com 5.867 empresários de micro e pequenas empresas.

Mais Informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(61) 3348-7754/7570

http://www.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/NA/corrupcao-atrapalha-empresarios-de-pequenos-negocios,36485a8c4fb40610VgnVCM1000004c00210aRCRD