Quintella anuncia solução contra proibição de voos no aeroporto de Maceió
   14 de maio de 2018   │     14:51  │  3

Pelas redes sociais o ex-ministro dos Transportes e deputado federal Maurício Quintella (PR) avisa que está trabalhando em uma solução contra a proibição de novos voos no aeroporto de Maceió, feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

O deputado federal diz que “não vamos permitir que o desenvolvimento econômico de nosso Estado de Alagoas seja prejudicado com uma ameaça de redução de fluxo em nosso aeroporto Zumbi dos Palmares”.

Quintella relata que se reuniu, esta semana, com com dirigentes de vários órgãos em Brasília e espera encontrar uma solução para evitar que o Estado seja prejudicado.

Em vídeo nas redes sociais, ma diz que, assim como o trade turístico foi surpreendido por uma portaria da ANAC que ameaça a restrição de voos no aeroporto Zumbi dos Palmares durante a temporada de junho e julho.

“Estive esta semana reunido com o Ministro dos Transportes, com o presidente da Infraero, com presidente da ANAC. A infraero já está enviando para Maceió uma equipe que cuide da parte da infraestrutura aeroportuária e deveremos estar antecipando já na próxima semana o Termo de Ajuste de Conduta( TAC) que vai evitar esta restrição. Então, o trade pode ficar absolutamente tranquilo, que tudo aquilo que está sendo exigido pela ANAC será cumprido pela Infraero”, diz Quintella.

Saiba mais: Proibição da ANAC pode tirar mais de 20 mil turistas de AL

 

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Carlos

    A Anac restringiu porque existe riscos. Aí entra os ajeitados politicos pra maquiar o problema. Em nome de economia colaca em risco a vida de centenas de pessoas. Ja esqueceram da Chapecoense? Nao realizam as obras como deveria ser e agora querem maquiar um grave problema.

  2. Luiz Silva

    É muito despreparo, descaso e falta de gestão. A “porta de entrada” não é bem cuidada, vira “espantalho” para os visitantes. Agora vão fazer o que é de praxe. Achar culpados, ao invés da reciclagem, da avaliação de conceitos e formas de gestão, o “olharem o umbigo”.

Comments are closed.