Babel: Prefeitura é autuada pela própria secretaria de Meio Ambiente no sertão
   22 de maio de 2018   │     17:58  │  0

Seria cômico, não fosse trágico. O prefeito do município sertanejo de Delmiro Gouveia, Padre Eraldo, segue como pior de Alagoas, com uma taxa de desaprovação de 91%, segundo pesquisa divulgada aqui, em fevereiro deste ano. Novas pesquisas, realizadas na última semana, mostram que a taxa de rejeição subiu para 94%.

A péssima avaliação de Eraldo Cordeiro vai além das promessas de campanha que não foram cumpridas até agora e os compromissos que não foram honrados com a maioria de seus aliados. Até o momento o prefeito não parece ter acertado a mão na gestão do município.

O Polo Têxtil, por exemplo, construído pelo Estado e entregue a prefeitura, está se transformando num elefante branco pela falta de uma legislação municipal específica para incentivar a captação de novas empresas para a cidade – segundo explicações de técnicos da Sedetur.

Um fato pouco comum, registrado no último dia 17 de maio, serve para ilustrar como a gestão da prefeitura vem sendo tocada. De acordo com informação de um servidor público estadual (fonte confiável) a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Ciência e Tecnologia de Delmiro Gouveia lavrou um auto de infração de R$ 30 mil contra a própria prefeitura.

“É algo inédito por essas bandas. Nunca vi nada assim”, reagiu o servidor, que mandou mandou cópia da multas – na verdade de um “auto de infração ambiental” no valor de R$ 30 mil foi lavrado contra a própria Prefeitura de Delmiro Gouveia, no último dia 17 de maio, pelo “depósito irregular de lixo” em área urbana do município.

“A prefeitura, dizem, que já está quebrada. Imagine ter de pagar multa aplicada por ela própria”, descontrai o servidor.

Segundo a fonte, a multa foi aplicada pelo depósito de lixo irregular em frente ao prédio da Ufal, em Delmiro Gouveia. “Pelo que soube, o secretário Luciano Aguiar (Meio Ambiente) ia passando no local e resolveu multar na forma da lei. Não sei se existe uma guerra interna, mas esse ato mostra a gestão do Padre Eraldo na prefeitura de Delmiro Gouveia não pode continuar do jeito que está”, afirma.