Marcelo Palmeira pode virar a opção para enfrentar Renan Filho
   12 de junho de 2018   │     22:56  │  0

Desde que Rui Palmeira anunciou, em março, que não seria candidato ao governo, o grupo político que dá sustentação ao prefeito de Maceió está em busca de um nome para disputar a eleição contra Renan Filho. O deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) preferiu disputar o Senado. O presidente da Câmara Municipal de Maceió, Kelmann Vieira, foi sondado, mas pelo jeito não vai entrar na disputa.

Apesar das informações de que a “oposição” deve rachar, o prefeito de Maceió e presidente do PSDB, Rui Palmeira, disse a vários interlocutores essa semana que o grupo mantém as conversas com o objetivo de formar as chapas majoritárias e proporcionais.

O grupo que orbita em torno de Rui Palmeira (PROS, DEM, PP, PSDB e PP) segue sem candidato ao governo, com PP e PSDB cada vez mais distantes. Nesse cenário, já se especula o lançamento da candidatura do vice-prefeito de Maceió, Marcelo Palmeira (PP), para governador.

Os defensores da candidatura de Marcelo, apontam que ele, além de garantir um palanque, poderia se cacifar – ao ir para o embate com Renan Filho – para as eleições de 2020 em Maceió.

O vice-prefeito trabalha para ser candidato à sucessão de Rui Palmeira e tem ao seu favor a boa relação com o atual prefeito, apoio na Câmara de Vereadores, além de uma sólida base partidária. Esta, aliás, seria uma das razões, para o “veto” à candidatura de Kelmann Vieira ao governo. Convidado por Rui Palmeira para a missão, ele ficou de dar resposta, mas seu nome teria sido vetado pelo PP.

O nome de Marcelo, que pode disputar qualquer cargo nestas eleições sem precisar renunciar ao mandato de vice, tem sido lembrado em várias ocasiões. Seria o vice, segundo informações de bastidores, de Rodrigo Cunha. Desde que o deputado estadual foi para a disputa ao Senado, Marcelo tem sido lembrado por vários amigos para a disputa.

Estrategista, com bom trânsito na política, o vice-prefeito ainda não falou publicamente sobre esta possibilidade. Mas, se o cavalo passar selado…