Governo confirma atraso nos recursos para a obra do Canal do Sertão
   9 de julho de 2018   │     20:01  │  0

No último dia 5 publiquei informação sobre a demissão de mais 200 trabalhadores que tocam o trecho 4 da obra do canal do sertão alagoano. No mês passado foram 100 trabalhadores demitidos. Tudo por falta de recursos.

As demissões, pelo que se sabe, refletem do atraso no repasse de recursos federais para a obra. O mínimo para a obra não paralisar seria o trecho seria de R$ 61 milhões, previstos no orçamento geral da União para o canal do sertão. Além disso teria um saldo de R$165 milhões para conclusão das obras. O cronograma inicial para conclusão terá de ser revisto. Era final 2018. Agora sem previsão.

Em nota, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) que toca a obra em convênio com o Ministério da Integração confirma que aguarda o repasse de recursos.

Veja a nota, na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) confirma que aguarda repasse de recursos financeiros para o segundo semestre de 2018, ao tempo em que esclarece que as devidas tratativas para as obras do Canal do Sertão estão encaminhadas. A Seinfra vem cumprindo as solicitações do Ministério da Integração Nacional e aguarda a conclusão e envio dos recursos.

Saiba mais:  Obra no canal do sertão vai demitir mais 200 trabalhadores