Renan Filho na convenção do PT: “Voto em Lula ou em quem ele indicar”,
   29 de julho de 2018   │     19:22  │  1

O governador de Alagoas surpreendeu ao participar da convenção estadual do Partido dos Trabalhadores, realizada neste domingo, 29, no Clube Fênix, em Maceió.

Renan Filho (MDB), que é candidato à reeleição, confirmou a aliança com o PT nas eleições deste ano e reafirmou seu apoio à candidatura do ex-presidente Lula à presidência. Até aí, nenhuma novidade. A surpresa veio com o anúncio do governador de que votará em Lula “ou em quem ele indicar” para a presidência.

Nos outros Estados do Nordeste, onde Lula é mais forte, outros governadores até agora só anunciaram até agora o apoio a Lula.

O senador Renan Calheiros (MDB), que também disputa a reeleição, defendeu mais uma vez a liberdade de Lula e, assim como o governador, assumiu o compromisso de votar no candidato do PT a presidência, seja quem for. “Meu voto será do Lula ou de outro nome indicado por ele”.

Centenas de militantes participaram da convenção, que confirmou além da aliança com Renan Filho e Renan Filho, o lançamento da candidatura de Paulão a deputado federal e mais 30 nomes para deputado estadual, sendo 21 homens e 9 mulheres.

A coligação de estadual já foi definida com o PV (que terá 12 candidatos, sendo 8 homens e 4 mulheres) e o PCdoB ( que terá 8 candidatos, sendo 6 homens e 2 mulheres).

“Esperamos lançar uma chapa completa de deputado estadual, com 27 homens e 17 mulheres”, diz o presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa, acrescentando que a perspectiva, hoje, é conquistar duas vagas: “em política nem sempre dois mais dois é quatro, mas nós estamos contando com a eleição de dois deputados”, aponta.

Na coligação de federal, a definição será tomada até o próximo dia 5: “o Paulão será nosso único candidato e terá o apoio de todos os estaduais do PT, PV e PCdoB. A tendência hoje é que o grupo do governador Renan Filho se divida em duas chapas, uma para disputar de uma a duas vagas e a outra de 4 a 5 vagas. O Paulão deve compor nessa chapa que disputará um número maior de vagas”, aponta Barbosa.

Segundo voto para o Senado

O segundo voto para o Senado ainda não foi definido. A convenção deixou em aberto, para decisão da executiva estadual, essa escolha, além do nome do vice de Renan Filho e da coligação de federal. “Vamos definir estas questões até 5 de agosto. Quanto ao segundo voto para o Senado, vamos avaliar a possibilidade de apoiar o Maurício Quintella (PR), em função da participação dele na coligação do governador Renan Filho. Mas essa é uma questão que está aberta e depende de uma conversa com ele”, aponta Barbosa.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Marcelo

    Prezado Jornalista !

    Porque vc não comenta sobre a vaia que os Renans levaram, na citada convenção?

Comments are closed.