Fábrica de cimento reabre em Alagoas e vai gerar 450 empregos
   6 de novembro de 2018   │     17:32  │  2

A antiga fábrica de cimento Cimpor, sediada em São Miguel dos Campos, AL, que estava fora de operação desde julho de 2017, vai ser reaberta solenemente nesta quarta-feira, 7. A empresa volta a operação agora com a marca Intercement Brasil.

Para recuperação da operação, foram investidos R$ 40 milhões. Segundo texto distribuído pela assessoria de imprensa, serão gerados 450 empregos diretos e indiretos no empreendimento.

Veja o o texto:

Intercement Brasil volta a operar em Alagoas nesta quarta-feira

A Intercement Brasil, empresa fabricante de cimento e concreto, irá reabrir suas portas nesta quarta-feira (7), às 9h30, no município de São Miguel dos Campos, a 66 km de Maceió. Com R$ 40 milhões investidos na obra de recuperação, a empresa deve gerar cerca de 450 empregos diretos e indiretos.

Há 40 anos no mercado, a Intercement Brasil, antiga Cimpor, obteve incentivo fiscal aprovado pelo Conselho Estadual do Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes), em dezembro de 2016, e conta com a redução de 92% no pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na saída dos produtos industrializados.

Em julho de 2017, devido a um incidente na unidade industrial, em que parte da estrutura do galpão onde se encontravam as matérias-primas desabou, a empresa paralisou suas atividades. Após cumprimento das exigências do Ministério Público do Trabalho, a indústria está apta a retomar seu funcionamento.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Pedro Guedes

    Em Alagoas, todo ano são fechadas ou quebradas, diversos comércios que envolvem as micro e pequenas empresas no Estado de tanto pagar impostos e contribuições sociais. E não tem um incentivo se quer do Governo para essas empresas voltarem a funcionar. Em Murici e São Miguel dos Campos duas empresas vão se instalar com 98% de isenção de impostos. Quem pode, não paga imposto, e quem não pode quebra. Isso é a política do Governo Renan Filho e do secretário Santoro. Toma mais microemprendedores e Microempresários de Alagoas.

Comments are closed.