Alguém explica? Em AL, preço do etanol cai na usina, mas não cai no posto
   5 de dezembro de 2018   │     21:10  │  3

Da usina para o posto, preço do etanol hidratado dobra em Alagoas. Literalmente. Desde o início da safra de cana-de-açúcar 2018/2019, em setembro, o valor do combustível nas destilarias alagoanas caiu quase 10%, como mostra levantamento do Cepea/Esalq, indicador oficial do setor.

No começo da moagem, o litro de etanol com impostos (exceto ICMS) era comercializado a R$ 1,82.

Na última semana de novembro o preço do etanol na indústria caiu para R$ 1,68.

Nas bombas, segundo levantamento da ANP (acesse www.anp.gov.br/preço) o preço se mantém praticamente estável nas últimas semanas.

A ANP revela que o etanol foi vendido em média a R$ 3,326 nos postos de Alagoas, praticamente o dobro do valor cobrado pelas usinas.

O eleva tanto o preço final do combustível? Sobre o preço da usina, o consumidor paga o ICMS, a margem de lucro do posto e – aí que está o x da questão – o custo das distribuidoras.

Num estado como Alagoas, que produz etanol praticamente na esquina do posto, o consumidor é obrigado a pagar a atravessadores que lucram apenas evando o etanol para “passear”.

A venda direta do etanol da usina para o posto poderia reduzir o valor do comnuacombu em Alagoas em mais de 20%. A pergunta que a ANP não quer responder: porque continuar protegendo os cartéis dos grandes distribuidores?

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Pedro Guedes

    Alagoas tem um bando de empresários que o quanto pior melhor. Esses é quem recebem incentivos do governo do estado e do BNDES, enquanto Microempresários fecham diariamente

  2. 888Despertar

    realmente é brasil… país caiu de terceiro mundo (que já era uma bos…), para quinto mundo. país é campeão em produzir miséria. E nessa linha de raciocínio, os charlatões atravessadores chegam a ganhar mais do que quem produz (gasto com maquinário pessoal etc). Máfia muito grande para não fiscalizar. muito $$$ envolvido. assim como o combustível que nunca baixa, as pessoas somente recebem desvalorização, futuro… sem futuro.

  3. Marcos Sergio Da Silva Ferreira Neto

    Pergunte também porque a gasolina quando sobe na refinaria, sobe no posto, quando baixa na refinaria, não baixa no posto!

Comments are closed.