Pilar tem maior crescimento na geração de empregos em Alagoas
   21 de dezembro de 2018   │     22:37  │  0

Na contramão da crise – literalmente – o município de Pilar, na região da Grande Maceió, vai fechar 2018 com o melhor desempenho na geração de empregos com carteira assinada em Alagoas.

Em números absolutos, a cidade de apenas 35 mil habitantes conseguiu superar grandes municípios e ficou com o quinto melhor resultado do Estado.

Em números proporcionais, Pilar superou todas cidades de Alagoas, inclusive Maceió e Arapiraca, ao registrar variação de 16,65%, o maior crescimento no mercado formal de trabalho do Estado e um dos maiores do Brasil este ano, de acordo com números oficiais.

No acumulado de janeiro a novembro, o Pilar acumulou um saldo positivo entre demissões e admissões de 342 empregos com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregado e Desempregado (Caged), divulgado nessa quinta-feira (20), pelo Ministério do Trabalho.

No mesmo período, a capital do Estado, que tem uma população de mais de 1 milhão de habitantes, quase 30 vezes maior do que Pilar, acumulou saldo positivo de 382 empregos, com crescimento de apenas 0,19%.

Pilar, em contrapartida, registrou um crescimento de 16,65% quase 90 vezes maior que Maceió.

O desempenho de Pilar é, proporcionalmente, duas vezes maior que o segundo colocado e está acima do bom desempenho de 8,36% de Marechal Deodoro, que foi o município que mais gerou empregos em números absolutos (591) entre janeiro e novembro deste ano.

O crescimento de Pilar no mercado de trabalho foi reforçado pelo bom resultado de novembro (veja tabelas) e está bem acima da média estadual. Em Alagoas, no mesmo período,  a variação positiva foi de apenas 0,29%.

Não é mágica

O crescimento do mercado formal de trabalho em Pilar não chega a ser uma surpresa. Sob a batuta de Renato Filho, a prefeitura do município tem desenvolvido diversos programas de inclusão social e produtiva, além de atuar na atração de empresas, especialmente do setor industrial, que estão instaladas ou se instalando na cidade.

A cidade também vem contando com programas voltados a agricultura familiar e projetos de incentivo ao comércio local. Mas esta é outra história.

Na contramão

Para entender porque Pilar está na “contramão” na geração de empregos em Alagoas, recomendo leitura de reportagem da Gazetaweb sobre os números do Estado. Veja aqui: Geração de emprego em Alagoas tem o pior desempenho para novembro em uma década