Rateio do Fundeb da rede estadual deve sair na primeira quinzena de janeiro de 2019
   27 de dezembro de 2018   │     23:35  │  8

Os professores da rede estadual de ensino de Alagoas vão receber o rateio ou divisão das sobras da aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB – de 2018.

A informação já foi confirmada pelos secretários de Planejamento e Gestão, Fabrício Marques Santos, da Educação, Laura Souza e pelo próprio governador Renan Filho.

Mas até que o dinheiro caia na conta dos mais de 15 mil profissionais da Educação, ainda tem um caminho a ser percorrido.

Para fazer o cálculo do valor que será pago (o governo é obrigado a destinar 60% dos valores do Fundeb para os professores que estão na ativa), o Estado vai esperar que seja repassada a última parcela do fundo.

A boa notícia para os professores é que este ano os repasses do Fundeb estão maiores do que os de 2017. Com isso, segundo cálculos da Educação, eles devem receber cerca de uma folha salarial – algo como um 14o salário ou cerca de R$ 25 milhões..

Para fazer o pagamento, o governo deve acionar a Assembleia Legislativa de Alagoas e aprovar uma lei específica autorizando o rateio. Para isso, os deputados que estão de recesso, terão de ser convocados extraordinariamente.

Depois disso, é rodar a folha e autorizar o pagamento. O prazo? Segundo um importante servidor do Estado, por lei o governo precisa fazer a liquidação de todos os pagamentos do Fundeb até 11 de janeiro.

Ou seja, se houver celeridade, o rateio será pago aos servidores da Educação até a primeira quinzena de janeiro de 2019.

COMENTÁRIOS
8

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Pedro Guedes

    Este dinheiro do rateio do Fundeb, deveria ser investido na melhoria das escolas ex: (prédios, informática, cadeiras etc… : Não em professores que fizeram concurso e já recebem mensalmente para isto. Isto é um absurdo…. Outra coisa, escolas não funcionam sem o pessoal administrativo, merendeiras e como vigilantes. Porque este pessoal que ganha menos não tem direito? Governador?

  2. Izaide da Silva Cavalcanti

    Todos os servidores da educação vai receber? Porque a lei dando direito já foi aprovada. Afinal de contas ,somos todos educadores é sempre isso que escuto quando estão discursando.

  3. Pedro filho

    A respeito do comentário da Liliana, o governador falou em abril e também no final de outubro para começo de novembro que algumas escolas tinham alcançado o índice do Ideb e por isso iriam ser agraciadas com um 14.o salário.

  4. Liliana

    Em abril deste ano o governador se pronunciou afirmando que as escolas que atingissem o Ideb teriam uma bonificação que equivaleria a um 14° salário, e isso indendente do rateio. Alguma novidade a respeito?

  5. Aline Araújo

    Há um erro no último parágrafo: “o rateio será pago aos servidores da Educação “. O rateio destina-se apenas aos professores.

    1. Izaide da Silva Cavalcanti

      Alínea Araújo, não tem erro,já foi aprovado uma lei que dá direito a todos que trabalham na educação receber o rateio também. Outros Estados já pagam,não sei porque no início da matéria citaram apenas os professores.porque nos discursos dizem que todos que trabalham na educação são educadores:merendeira,vigia etc. Porque na hora de ganhar algum lucro são excluídosó? Deixam de serem educadores?

Comments are closed.