Governo assegura recursos e programa do leite não vai parar em AL
   10 de janeiro de 2019   │     9:57  │  0

Nos últimos dias os rumores sobre uma possível suspensão do programa do leite em Alagoas eram crescentes, em função do atraso do pagamento aos agricultores familiares que fornecem o produto. A situação, no entanto, deve se normalizar nos próximos dias.

O governador Renan Filho conversou, nessa quarta-feira, 9, com o presidente da Cooperativa da Produção Leiteira de Alagoas, CPLA, Aldemar Monteiro e garantiu a liberação de recursos para pagamento aos agricultores familiares que participam do Programa do Leite em Alagoas. São mais de 3 mil produtores que fornecem o leite através de mais de 100 associações e seis cooperativas.

De acordo com gestores de cooperativas e associações, devido a problemas orçamentários do Estado no final do ano passado, o pagamento aos agricultores familiares está atrasado há seis quinzenas. Diante das dificuldades, muitos produtores estavam pensando em desistir.

“O governador nos tranquilizou. O novo Orçamento do Estado deve ser sancionado esta semana. Com isso, ele adiantou que o governo deve normalizar os pagamentos até próxima semana”, explica Monteiro.

Além de garantir o pagamento do leite já entregue, o governador também assegurou a continuidade do programa em Alagoas.

“A manutenção está garantida pelo Estado. Apesar disso, vamos ter que trabalhar junto com a nossa bancada federal para manter os recursos da União. Esse programa é na verdade um convênio entre o Ministério do Desenvolvimento Social e o Governo de Alagoas, através da Secretaria de Agricultura. É fundamental que o governo federal também assegure os recursos para que não exista risco de interrupção do fornecimento de leite que atende hoje cerca de mil 80 famílias carentes em Alagoas”, aponta o presidente da CPLA.

Segundo Aldemar, os produtores não esperavam outra atitude do governo de Alagoas. “É importante ressaltar que Renan Filho sempre esteve ao lado dos produtores e foi até hoje o que mais aportou recursos para o programa, aumentando a contrapartida do Estado, quando houve em vários momentos, redução de recursos federais. Nós acreditamos na continuidade do programa e sabemos que o governador estará junto com os agricultores familiares nessa luta, tanto que ele, além de assegurar a liberação dos recursos estaduais, já se colocou á disposição para atuar junto com a bancada federal em favor da liberação de novos recursos em Brasília”, afirma Monteiro.