Governo muda estratégia e Marcelo Victor será eleito por “aclamação” na ALE
   13 de janeiro de 2019   │     16:35  │  1

O deputado estadual Marcelo Victor (SD) deve ser candidato único a presidência da Assembleia Legislativa de Alagoas no próximo dia 1o de fevereiro, quando os parlamentares eleitos em outubro do ano passado serão empossados.

Depois da retirada da candidatura do deputado estadual Olavo Calheiros (MDB), o Palácio dos Palmares mudou de estratégia.

Se antes o governo trabalhava para tentar reverter a maioria de votos alcançada pelo grupo dos 21 dos 27 deputados que declararam apoio ao candidato do SD, agora o tom é de reconciliação.

O governo, que apoiava Olavo Calheiros, não vai apoiar outro candidato e se depender da orientação palaciana, Marcelo Victor será eleito por “aclamação”.

Com o fim da disputa em torno da Mesa Diretora do Legislativo, as diferenças parecem ter sido superadas. Nessa sexta-feira, 11, o governador Renan Filho (MDB) sentou lado a lado de Marcelo Victor durante a posse de Alfredo Gaspar como Procurador Geral de Justiça.

Mais uma vez os dois estão próximos. Mas o tamanho, claro, é outro.

Marcelo Victor sempre manteve uma relação próxima com o Palácio dos Palmares e foi, nos últimos dois anos, o líder de fato de Renan Filho na Assembleia Legislativa. Ainda assim contrariou os planos do governo ao se lançar candidato.

Agora fortalecido, o eventual futuro presidente da ALE, já sinalizou que pretende manter diálogo próximo com o governo.

Fora disso, será preciso dar tempo ao tempo para que as feridas provocadas pela “guerra” não declara, ainda abertas, fechem.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *