Oposição a RF na Assembleia Legislativa de AL pode ser maior do que se pensa
   11 de fevereiro de 2019   │     21:42  │  3

Qual é de fato o tamanho da oposição a Renan Filho na nova Assembleia Legislativa de Alagoas? Mais fácil seria responder qual o tamanho da bancada do governo. No momento ninguém tem essas respostas. Nem o próprio governador.

Após a eleição de 7 de outubro, a estimativa era de que a bancada governista ficaria com um mínimo de 20 e um máximo de 24 deputados.

Essa conta mudou após o processo de articulação da mesa diretora da Assembleia Legislativa de Alagoas.

Dos 27 deputados estaduais, apenas dois se declararam como oposicionistas “de carteirinha” até agora.

A bancada dos que sinalizam uma linha de independência cresce a cada dia.

Aí cabem principalmente deputados que se elegeram pela oposição (Davi Davino Filho, Cibele Moura, Dudu Ronalsa, Cabo Bebeto, Tarcizo Freire, Léo Loureiro e Ângela Garrote), mas também deputados que se elegeram na coligação governista.

A conta hoje – feita por quem conhece a Casa – é de que o grupo dos independentes seria formado por sete parlamentares

Entre os 18 deputados eleitos na base do governo, o grupo dos insatisfeitos está em alta. Até mesmo dentro da bancada do MDB, partido do governador, tem parlamentares distantes do Palácio dos Palmares.

O grupo dos “chateados” também está em alta e já chegaria a 4 parlamentares.

Mas se não existe o sentimento de “facilitar”, também não prevalece nenhum movimento para “atrapalhar” o governo.

O tamanho da bancada do governo vai depender da disposição de Renan Filho em conversar com os deputados – um a um. Mas a julgar pelo clima, no momento, não será mais tão fácil chegar a um base bancada com 20 deputados ou mais.

Outro detalhe que precisa ser observado: o clima entre a maioria dos deputados é de união. A nova Assembleia Legislativa caminha para ter uma atuação menos governista e mais independente. Assim algumas pautas mais específicas de um grupo ou região ganharão força dentro do espírito de solidariedade – independente da posição em relação ao governo.

 

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Raimundo Oliveira

    O problema se lançou quando o governador achou que podia tudo diante de sua não humildade, levou baque na Assembleia. Os deputados, claro que alguns, eleitos e reeleitos, acordaram no tempo e viram que a ALE tem sua independência e desta forma irão tocar o barco.

  2. Bruno

    O ano começou ruim para todo mundo, mas para os Calheiros eu vou dizer viu!!!!
    Renan Filho e Renan Pai vão ter que exercitar bastante a humildade e correr atrás do prejuízo.
    Os eleitores alagoanos tem ficado exigentes!
    Ou trabalha e exerce com responsabilidade o cargo público ou fica pra trás!

Comments are closed.