Privatização do BNB afetará agricultura familiar de Alagoas, segundo Fetag/AL
   6 de março de 2019   │     18:58  │  2

Representando mais de 100 mil agricultores de Alagoas, a Fetag/AL se mobiliza para fortalecer o movimento contra a privatização do Banco do Nordeste Brasileiro (BNB). Nesta semana, o secretário Robério Oliveira, esteve reunido o gerente de Pronaf do BNB, Carlos Henrique, em Batalha, para avaliar os impactos da privatização.

“A privatização ou fusão do Banco do Nordeste será mais uma porta fecha e representa o início da derrocada do setor. O agricultor vai ficar desamparado em inúmeros serviços financeiros , julgados substanciais para rotatividade de produção”, alerta o secretário Robério Oliveira, da pasta de Políticas Agrícolas.

Segundo a Federação, a mudança no Banco do Nordeste vai acarretar falta de subsídios para fomento da atividade agrícola. No plano do governo, o banco federal também terão suas agências reduzidas por região.

“O BNB é o maior banco de desenvolvimento regional da América Latina, sendo a principal fonte de crédito que possibilita agricultores familiares produzir alimentos e se manterem competitivos”. Teremos um prejuízo incalculável, uma escassez geral de recursos. São milhares de famílias sem poder recorrer a esse braço financeiro”, chamou atenção.

A Fetagf/AL informa que fará audiências públicas em todos as regiões do estado para alertar a população sobre as perdas iniciais com a redução do número de agências e prestação de serviços federais.

(com assessoria)

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. amorim

    Vamos à privatização do Banco do Nordeste, este cabide de emprego e desperdício de dinheiro público. As sólidas instituições financeiros brasileiras estão aptas para atender a todas as demandas dos pequenos e
    grandes agricultores do Nordeste. A privatização do Banco do Nordeste é por demais oportuna e contribuirá para a austeridade fiscal e vai acelerar o desenvolvimento da região. Menos uma teta estatal que deve se fechar.

  2. amorim

    Vamos à privatização do Banco do Nordeste, este cabide de emprego e desperdício de dinheiro público. As sólidas instituições financeiros brasileiras estão aptas para atender a todas as demandas dos pequenos e
    grandes agricultores do Nordeste. A privatização do Banco do Nordeste é por demais oportuna e contribuirá para a austeridade fiscal e vai acelerar o desenvolvimento da região. Menos uma teta estatal que deve se fechar.

Comments are closed.