Lessa explica porque aceitou convite para a Secretaria de Agricultura
   7 de março de 2019   │     22:00  │  1

Traduzir os caminhos que levaram a Ronaldo Lessa até a Agricultura não é tarefa simples. Ele poderia ter assumido o mandato em Brasília ou outra Secretaria.

A escolha pelo setor, no entanto, não foi ao acaso. Ao aceitar o convite, o ex-governador e ex-deputado federal ponderou bastante.

Poderia – é fato – ter feito outra escolha menos “polêmica”. Afinal, não é agrônomo, veterinário ou produtor rural como querem alguns. A pergunta é: precisaria ser?

A resposta será dada na prática.

Lessa, apesar de ser de esquerda, sempre teve bom relacionamento como setor produtivo rural do Estado e uma proximidade maior com a agricultura familiar.

“Acredito que na Secretaria da Agricultura posso dar minha contribuição, estar mais próximo principalmente dos agricultores familiares. Embora não seja produtor, me identifico muito com a área”, aponta.

Como ex-governador, Lessa conhece o setor agropecuário do Estado de perto. O que ele acredita poderá fortalecer o diálogo.

Durante os seus oito anos de governo, a Secretaria de Agricultura teve vários titulares e iniciou ou manteve os principais programas que conhecemos hoje. Distribuição de sementes, vacinação contra febre aftosa e ações mais voltadas para a agricultura familiar. Nada muito diferente do presente.

Foi no governo de Lessa, em 2002, por exemplo que o programa do leite foi criado.

Como deputado federal e coordenador da bancada de Alagoas, mais recentemente, Lessa sempre foi colaborativo com a atividade do Estado, ajudando a defender não só pautas de agricultores familiares, mas de todo o setor produtivo do Estado.

Experiente, calejado, Lessa avalia que poderá ter uma boa passagem pela Secretaria de Agricultura, assim como teve na coordenação da bancada federal, ouvindo e atendendo todos os setores.

Reações

Apesar de algumas críticas em grupos de Watsapp, as entidades que representam o setor produtivo rural de Alagoas apostam no diálogo e parceria com Ronaldo Lessa. Mas essa história, conto depois.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. amorim

    Caro Edivaldo

    Os seus comentários sobre política vão de mal a pior, publicar explicação de Ronaldo Lessa, Ricardo Barbosa, sinceramente, você está desnorteado. Se assunte.

Comments are closed.