Deputada transfere título e antecipa disputa pela prefeitura de Palmeira dos Índios
   14 de março de 2019   │     10:26  │  2

Quanto tempo falta para a eleição de 2020? Em alguns municípios a disputa já começou – ainda que permaneça no campo das especulações ou das articulações.

A atual formação da Assembleia Legislativa de Alagoas tem sido, no momento, o grande celeiro de prováveis candidatos para as maiores prefeituras do Estado.

Com o estímulo do atual presidente da Casa, pelo menos um nome deve sair da Casa para disputar a prefeitura de Maceió. A conferir.

Ricardo Nezinho – salvo um movimento inesperado do vice-governador Luciano Barbosa – é candidatíssimo à prefeitura de Arapiraca. O deputado já disputou a eleição passada contra Rogério Teófilo e bateu na trave.

A deputada Ângela Garrote (PP) teve seus planos para disputar a prefeitura de Palmeira dos Índios “turbinados” por um anúncio Marcelo Victor durante a sessão da ALE nessa quarta-feira, 13.

“O município de Palmeira dos Índios está de parabéns por ter ganho hoje sua mais nova eleitora. Nossa querida deputada Ângela Garrote, agora eleitora de Palmeira dos Índios. Já é cidadã honorária daquele município e é a deputada estadual mais votada da história de Palmeira dos Índios. Parabéns deputada e parabéns Palmeira dos Índios”, disse Victor.

Garrote, que já foi prefeita de Estrela de Alagoas (cidade administrada por seu filho Arlindo) transferiu o título para o município, onde outro filho é vereador e não esconde seus planos. “Palmeira é uma cidade polo de Alagoas que me recebeu de forma muito especial e se a população quiser estou pronta para servir a todos os palmeirenses”.

Ângela deve enfrentar na disputa o atual prefeito de Palmeira, Júlio Cezar, que tem feito uma gestão marcada por uma aprovação mediana e cercada de críticas.

Novos nomes podem surgir na Assembléia para a disputa em 2020. O deputado Inácio Loiola (PDT), por exemplo, é sempre lembrado para a disputar a prefeitura de Piranhas, onde foi prefeito e conseguiu, a partir de sua gestão, transformar o município num importante polo cultural, histórico e turístico.

Em alguns municípios as eleições seguem distantes. Mas em outras a disputa, já iniciada, traz esperanças para suplentes de deputados que poderão herdar vagas que certamente serão abertas na Assembleia Legislativa. Mas essa é outra história.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Tony

    Pelo visto vamos ter uma grande renovação de deputados titulares na Assembleia Legislativa de Alagoas em 2021, sorte dos suplentes. É bom lembrar que os eleitores votaram nos deputados para os representarem no legislativo estadual, não para serem prefeitos, secretários ou seja qual for o cargo. Depois, quando não são reeleitos, ficam reclamando da sorte.

Comments are closed.