Equatorial, a nova controladora da Ceal, vai investir R$ 550 milhões em AL
   14 de março de 2019   │     21:47  │  2

Presidente da Equatorial Energia, Augusto Miranda, o presidente do Conselho, Firmino Sampaio, e diretor financeiro, Humberto Soares Filho, estiveram reunidos essa semana com o governador, o secretário de Desenvolvimento e Turismo, Rafael Brito e o secretário da Fazenda de Alagoas, George Santoro, para apresentar os projetos que o grupo pretende aportar em Alagoas.

A Equatorial é a nova dona da Companhia Energética de Alagoas, arrematada por R$ 50 mil em leilão realizado no dia 28 de dezembro de 2018 e assume oficialmente a operação em Alagoas a partir da próxima segunda-feira, 28.

Durante o encontro com o chefe do Executivo estadual, os diretores da Equatorial confirmaram investimentos de cerca de R$ 550 milhão no Estado.

“Eles mostraram os investimentos do grupo no Maranhão e no Piauí (Estados onde a empresa também opera na distribuição de energia). Disseram que vão fazer da Ceal um exemplo de gestão e excelência”, aponta Rafael Brito.

De acordo com o secretário, a Equatorial pretende ampliar a equipe e definir junto do governo do Estado os próximos investimentos em Alagoas

“Inicialmente, as áreas de grande fluxo turístico serão beneficiadas. O objetivo é reforçar a distribuição de energia em cidades como Maragogi, Japaratinga, Barra de São Miguel e Rota Ecológica dos Milagres”, adianta Brito.

Aprovação

Em janeiro o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra, pela Equatorial Energia, de 89,94% do capital social da Companhia Elétrica de Alagoas (Ceal).

Segundo parecer, após a operação, a Eletrobras irá ofertar 68.061.648 ações ordinárias e 1.343.322 ações preferenciais, que correspondem a aproximadamente 10,06% do capital social da Ceal, aos empregados e aposentados da Ceal.

Segundo informações repassadas pelas empresas ao Cade, a operação, que também está sujeita à aprovação pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), vai contribuir para a expansão dos investimentos e negócios da Equatorial.

A Equatorial é sociedade holding não operacional que, por meio de outras sociedades, consórcios e empreendimentos, atua nos segmentos de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica.

A Equatorial não possui controlador ou grupo de controle, sendo sua maior acionista a Squadra Investimentos Gestão de Recursos (14,7%).

A Ceal é sociedade anônima de economia mista e capital fechado, que explora, em regime de monopólio, serviço público de distribuição de energia elétrica em todo o território do Estado do Alagoas, nos termos e condições estabelecidos pelo Ministério de Minas e Energia.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Ricardo Mello

    Bom dia
    Agora pode melhorar o sistema Elétrico e evitar roubos de materiais elétricos em substacao, energia candestinas acobertadas por chefes q diz que é chefes.
    Trabalho pra terceirizada em Alagoas quase 10 anos sei de muita coisas… chefes q vende postes, ramal, medidores, trensformadores da própria eletrobras.

Comments are closed.