Mais de 20 candidatos do mesmo partido ficam inelegíveis em AL
   15 de abril de 2019   │     18:07  │  1

São diferentes condenações do Tribunal Regional Eleitoral que atingem candidatos que disputaram as eleições de 2018 em Alagoas. A fase agora é de conclusão dos julgamentos de prestação de contas e de condenação.

Em alguns casos – talvez por descaso – as condenações atingem a maioria dos candidatos de um mesmo partido ou coligação.

O PSOL, que disputou as eleições de 2018 em Alagoas com chapa completa – de cabo a rabo – foi condenado a devolver recursos por falta de prestação de contas.

Dos 34 candidatos a deputado estadual pelo PSOL em 2018, cerca de 80% devem ficar inelegíveis por problemas na prestação de contas. Ao menos 21 não apresentaram a prestação de contas e outras seis o fizeram fora do prazo.

O presidente do partido e candidato mais votado a deputado estadual do PSOL em AL no ano passado, Gustavo Pessoa, que já foi candidato a prefeito de Maceió, foi condenado a devolver R$ 62 mil de recursos partidários, além de ficar inelegível por quatro anos. É a mesma punição aplicada a outros candidatos: devolução dos recursos e inelegibilidade.

O candidato a senador Cícero Albuquerque também foi condenado a inelegibilidade – “ficando impedido de obter certidão de quitação eleitoral até o período correspondente ao final da legislatura, persistindo ainda os efeitos após o final da mesma, até a apresentação das contas conforme preceitua o Art. 83, inciso I, da Res. TSE nº 23.553/17”, segundo decisão do TRE-AL.

Alguns candidatos estão entrando com recursos. Mas se for mantida a condenação todos ficarão impedidos de participar das eleições de 2020.

O atraso na prestação de contas tem sido encarado como uma verdadeira crise no PSOL de Alagoas. Uma crise que poderia ter sido evitada com o cumprimento de prazos e que a partir de agora deve dar muita dor de cabeça para os dirigentes do partido no Estado.

Veja a lista interna do PSOL que circulou em alguns grupos sobre a prestação de contas da chapa de estadual:

Situação de Prestação de contas dos Candidatos

PSOL Estadual :
Prestação de contas Final – 06-11-2018

Prestação de contas Final Retificadora – 04-04-2019

Governador

1 – Prestação de contas final – Entregue dentro do prazo

Senador: 1 – Profº Cícero Albuquerque
Obs: Entregue 5 meses atrasado na data de 09-04-2019.

Deputados Federais

Profº Aberlardo – Entregue Final – SIM

Lú Araújo – Entregue Final – SIM

Deputados Estaduais

01 – Adriano Santos – Entregue dentro do prazo em 12-11-2018

02 – Ailton Valdevino – Entregue dentro do prazo em 06-11-2018

03 – Ana Alice – Prestação de contas Final – Não entregue

04 – Antônio Wagner – Final Entregue em 13-11-2018

05 – Ariane Santo – Prestação de contas Final – Não entregue

06 – Arnaldo Assunção – Prestação de contas Final – Não entregue

07 – Carlos Leão – Prestação de contas Final – Não entregue

08 – Drº Rommel – Prestação de contas Final entregue em 05-11-2018

09 – Elias do Posto – Prestação de contas Final – Não entregue

11- Fátima Rodrigues – Prestação de contas Final – Não entregue

12- Geonaldo Amena – Prestação de contas Final – Não entregue

13 – Geraldo Amorim – Prestação de contas Final – Não entregue

14 – Geysson Santos – Prestação de contas Final – Não entregue

15 – Gustavo Pessoa – Prestação de contas Final entregue fora do prazo em 25-03-2019

16 – Jacira – – Prestação de contas Final – Não entregue

17 – Juvenal Daviliano – Prestação de contas Final – Não entregue

18 – Alane Karine – Prestação de contas Final entregue

19 – Leandro Muniz – Prestação de contas Final – Não entregue

20 – Luciene Lemos – – Prestação de contas Final entregue fora do prazo em 09-04-2019

21 – Luiz Galdino – Prestação de contas Final – Não entregue

22 – Lú Medeiro – Prestação de contas Final – Não entregue

23 – Marcelo Aguiar – Prestação de contas Final entregue no prazo

24 – Paulo Cesar – Prestação de contas Final entregue fora do prazo em 08-01-2019

25 – Paulo José – Prestação de contas Final – Não entregue

26 – Pedro Laurindo – Prestação de contas Final – Não entregue

27 – Professor Arnaldo Rocha – – Prestação de contas Final entregue no prazo

28 – Paulo Roberto – Prestação de contas Final entregue no prazo

29 – Profº Renildo – Prestação de contas Final entregue dentro do prazo

30 – Risonilda – Prestação de contas Final entregue fora do prazo em 25-03-2019.

31 – Roberto Teixeira – Prestação de contas Final – Não entregue

32 – Rosimere – Prestação de contas Final – Não entregue

33 – Tais Lane – Prestação de contas Final – Não entregue

34 – Tatiane Silva – Prestação de contas Final – Não entregue

35 – Tony Cloves – Prestação de contas Final entregue fora do prazo em 09-04-2019

36 – Vicconde – Prestação de contas Final – Não entregue

Total de 21 Candidatos Sem prestar Contas

Total de 06 Candidatos entregaram prestações fora do prazo

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Sergio

    Quantos votos os candidatos que não cumpriram a legislação obtiveram?
    Será que eram candidaturas “pra valer” ou apenas para preenchimento das vagas e/ou adequação às regras de inscrição?
    Estes candidatos receberam repasses do partido de valores oriundos de financiamento público de campanha?
    Se utilizaram verbas do fundo partidário cooptada legalmente pela instituição entre admiradores e apoiadores estes postulantes além das prestações de contas a Justiça Eleitoral devem explicação ao partido se e como foram gastos estes valores. No entanto, se dentre estes valores estiverem verbas repassadas via União por meio de Financiamento público de campanha explicação a população do destino destes valores se faz necessário.
    Muito estranho tantos candidatos não enviarem a justiça as prestações de contas…

Comments are closed.