Empréstimo de R$ 700 milhões: governo de AL pede autorização ao Cofiex
   6 de junho de 2019   │     17:10  │  0

No retorno ao cargo – após licença de interesse particular – Renan Filho reassumiu o cargo de Brasília, nessa quarta-feira, 5. Lá ele cumpriu uma agenda que tinha, além de reunião com governadores, encontros com a bancada federal para tratar de emendas impositivas e uma conversa com senadores para tratar de um pedido de empréstimo internacional.

“Vou dialogar com senadores a respeito da autorização de crédito feita pela Cofiex que vai garantir novos investimentos”, disse Renan Filho em suas redes sociais.

O empréstimo de que trata o governador está em tramitação na Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), do governo federal.

O projeto apresentado pelo Estado no Cofiex é o Programa Estrutura Alagoas. O valor aprovado é de US$ 140.159.740,47 com contrapartida de US$ 43.334.510,46, totalizando US$ 183.494.250,93.

Em conversão direta para a moeda nacional, a operação financeira, pelo câmbio atual, representa mais de R$ 700 milhões.

Se aprovado o empréstimo – que além de autorização do Senado Federal também vai precisar de autorização da Assembleia Legislativa de Alagoas – o governo terá mais de R$ 2 bilhões para investir este ano, confirmando informações antecipadas pelo governador Renan Filho a alguns deputados estaduais.

Atualmente, o Executivo tem uma disponibilidade de caixa de mais de R$ 1,2 bilhão de acordo com o relatório de gestão fiscal de dezembro de 2018.

Em 2018 o Estado de Alagoas fechou uma grande operação de crédito com o Banco do Brasil. O financiamento da ordem de R$ 620,7 milhões foi todo destinado para investimentos em infraestrutura – especialmente rodovias.

Todo o valor do empréstimo previsto com o Banco do Brasil já foi liberado, segundo o secretário da Fazenda de Alagoas.

O governo agora trabalha, adianta George Santoro, para viabilizar ainda este ano mais duas operações de financiamento.

A primeira, que vem sendo negociada com a Comissão Andina de Financiamento – CAF e a expectativa é que essa operação deve ser apreciada no primeiro semestre deste ano.

Santoro também revela que o governo do Estado abriu diálogo com o Banco Mundial, com o objetivo de viabilizar outra operação de crédito, mas não revela valores ou objetivos.

“Ainda estamos discutindo com o Banco mundial e essa operação deve ficar para o fim do ano”, adianta.

Saiba mais

Governo de AL quer novo empréstimo de R$ 600 milhões

http://edivaldojunior.blogsdagazetaweb.com/2019/04/29/governo-de-al-quer-novo-emprestimo-de-r-600-milhoes/