Bulhões deve “comandar” Secretaria de Agricultura do Estado
   2 de julho de 2019   │     8:34  │  0

O desfecho para a Secretaria de Agricultura de Alagoas era considerado o mais provável – e previsível até – no cenário de hoje.

A Pasta, desde o primeiro governo de Renan Filho, sempre foi indicada politicamente. A saída de Ronaldo Lessa da Seagri, no entanto, pode mudar essa percepção.

O governador designou o superintendente de Irrigação da Seagri, Silvio Bulhões Azevedo, para responder interinamente pelo cargo de secretário.

Na Pasta e fora dela já tem muita gente trabalhando para que Sílvio seja efetivado. Ele atua na Seagri há uns bons anos, é considerado especialista em projetos e tem bom conhecimento na área de irrigação, além  de trânsito dentro e fora do governo.

Discreto, Bulhões tem a seu favor um bom relacionamento não só com o setor produtivo rural, mas também com agricultores familiares.

Sílvio também possui graduação em Zootecnia pela Universidade Estadual de Alagoas(2008) e especialização em Produção em Bovinos de Leite pela Universidade Estadual de Alagoas(2013).

O que falta para um profissional com currículo desses chegar ao comando da Seagri? Um pouco de “sorte” e muito de apoio político. Faltava.

Sílvio tem parentesco com o deputado federal Isnaldo Bulhões, que chegou a pensar no nome dele para outra Pasta (Semarh). Na reforma administrativa, o parlamentar por ser do MDB terminou ficando sem nada – ou quase. Porque como costuma argumentar “o MDB tem todo o governo”.

Mas ao nomear Sílvio (o deputado diz que o nome foi escolha do governador), Renan Filho sinaliza que a Pasta será comandada pelos Bulhões.  É possível imaginar um pé no mundo  da política e o outra no campo técnico.

Como uma luva

Com um secretário de Agricultura mais próximo, Isnaldo deve reforçar a atuação que já vem tendo na área em Brasília. Ele tem “portas abertas” nos ministérios da Agricultura, da Cidadania e Desenvolvimento Regional.

O deputado conseguiu destravar os recursos do programa do leite no governo federal (conto depois com mais detalhes) e tem conseguido liberar vários projetos nesses ministérios.

Embora queira dar a paternidade da indicação de Sílvio exclusivamente ao governador, o deputado comemorou a indicação: “Sílvio é um profissional dedicado, competente e espero que ele tenha a oportunidade de realizar um bom trabalho na Agricultura, seja como interino ou se o governador assim decidir, como efetivo. Farei tudo que puder, como já venho fazendo, para ajudar aqui em Brasília”, disse por telefone.

E quanto a Sílvio, ele terá a oportunidade de construir seu espaço. Já é conhecido no governo atuando como superintendente e poderá agora conquistar um posto dois degraus acima. No momento, os ventos sopram a seu favor.