“Ao invés de investigar o Moro, estão querendo investigar o jornalista”, diz senador
   12 de julho de 2019   │     14:38  │  7

Em meio a votação da reforma da Previdência com as atenções voltadas à Câmara dos Deputados, a CCJ do Senado ouviu o jornalista Glenn Greenwald. Em pauta, as mensagens divulgadas pelo The Intercept Brasil.

O senador Renan Calheiros participou da reunião na CCJ e aproveitou para elogiar a coragem do jornalista e criticar o que chamou de inversão de valores.

“Ao invés de investigarmos o ministro Sérgio Moro e os procuradores, agora querem investigar o jornalista. Isso é um horror”, disse Renan Calheiros.

O senador do MDB-AL foi um dos parlamentares que fez perguntas ao jornalista norte-americano, Glenn Greenwald, durante a sessão, nesta quinta-feira (11), no Congresso Nacional.

O senador aproveitou para parabenizar o trabalho de Glenn e completou: “Eu fui vítima durante muito tempo de perseguição desse grupo perverso de procuradores do Ministério Público Federal (MPF).”

O jornalista editor do The Intercept foi convidado para falar ao Senado após o site divulgar, em parceria com veículos da imprensa, diálogos entre o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol, no âmbito da Operação Lava Jato.

Na avaliação do senador, as conversas comprovaram uma “Justiça paralela, a promiscuidade do juiz e do procurador e um desprezo pelos conceitos da democracia”.

Renan Calheiros saiu mais uma vez em defesa da liberdade de imprensa: “Eu sempre fui defensor da liberdade de expressão e em várias situações de ameaça à imprensa, como agora, me posiciono veementemente quanto à importância da liberdade de informação.”

O senador divulgou vídeo sobre a sessão pelo Twitter. Veja:

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. CICERO FREDERICO DA SILVA

    Bem, um senador com vinte processo na justiça defender um corrupto, com defendeu Lula.
    Esse jornalista deve ser preso logo, sem nenhum respeito a corte desse pais divulga conversa da justiça, cadê o STF para mandar prender .
    Gente um senador defendecum bandido desse nao e novidade, por que ele nao defende a justiça brasileira.
    Onde estarco ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO.

  2. edmar

    Em que ponto chegamos, ao ver o Sr. Renan Calheiros membro e um dos maiores lideres da facção criminosa que destruiu o Brasil e um jornalista criminoso, parcial e partidário e ideologista, quererem culpabilizar a uma operação que desvendou o maior ROUBO de nossos cofres públicos e fez com que bilhões fossem devolvidos ao país! Em qualquer país sério ou justo, estes senhores já estariam na cadeia ou tirado suas vidas por vergonha ou por serem responsabilizados ou punidos!

  3. JESB

    Como dizem:”Quem não deve não teme”. E nós sabem que Renan deve. Não foi pego porque fez amizades em tudo quanto é quanto. E como dozem: “Mas vale um amigo na praça do que dinheiro no bolso”. O que eu digo é, sossegue Renan, pois quem quer ver a ruína dos outros termina arruinado.

    1. Pedro filho

      Estão querendo investigar um jornalista por atos fraudulentos e ilegais, assim como ele o senador também deveria estar sendo investigado…faltam 6 ou 7 processos para investigar???
      Muita cara de pau…quer desviar a atenção sobre os seus erros citando o dos outros…não adianta, senador, Alagoas e o Brasil conhece você muito bem.

Comments are closed.