Deputados de AL viabilizam CPI contra Moro e a Vaza Jato
   14 de setembro de 2019   │     15:36  │  4

Com o apoio do Centrão, deputados federais de oposição conseguiram 175 assinaturas – quatro a mais do que o necessário para instalar a CPI da Vaza Jato.

A Comissão Parlamentar de Inquérito, cujo processo começou a tramitar nessa quinta-feira, 12, após instalada (se não houver nenhum recuo) vai apurar procedimentos da Operação Lava Jato com base nas mensagens de procuradores e do então juiz Sergio Moro reveladas pelo site The Intercept.

Das 175 assinaturas validadas pela Câmara Federal, cinco são de deputados federais de Alagoas (sem eles não se teria o número mínimo de assinaturas para o requerimento da comissão).

Pela ordem, assinaram o requerimento da CPI que pode deixar o ministro da Justiça, Sérgio Moro, na ‘berlinda’, os deputados federias de Alagoas Arthur Lira (PP), Isnaldo Bulhões Jr. (MDB), Paulão (PT), Sérgio Toledo (PL), Tereza Nelma (PSDB).

A CPI

O objetivo da CPI, segundo o requerimento é investigar “a violação dos princípios constitucionais e do Estado Democrático de Direito, em razão da suposta articulação entre os Membros da Procuradoria da República no Paraná e o então Juiz Sergio Moro da 13ª Vara Federal de Curitiba, tornadas públicas pelo site The Intercept no mês de junho do corrente ano”.

O requerimento também propõe investigar um conluio entre procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro, bem como “supostas ações de irregularidade e de conduta extraprocessual”.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), de quem depende o trâmite, vem sendo pressionado para instalar a comissão.

Ele dar uma posição sobre o assunto ao ser questionado pelo El Pais. “CPI precisa de fato determinado. Apenas isso”, disse.

“Eu assinei. A Câmara tem que tomar uma posição em relação a isso. Se tiver apoio da maioria que trabalha ao lado do Rodrigo, e acredito que vai ter, ele não teria nenhum problema em liberar”, disse o deputado Paulinho da Força.

O líder da Maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP), diz que a instalação da CPI vai ser discutida com Maia em reunião do colégio de líderes partidários. O deputado Orlando Silva (PCdoB), um dos articuladores, diz que houve adesão de parlamentares não só da habitual oposição (PSOL, PDT, PT, PCdoB,PSB), mas também de PP, PMDB, PSD, PTB e Solidariedade. “A oposição sozinha seria incapaz de colher essas assinaturas. Há um desejo de esclarecer os fatos revelados, que são muito graves”, afirmou Silva.

Saiba mais:

CONFERÊNCIA DE ASSINATURAS (56ª Legislatura 2019-2023)

Oposição e nomes do Centrão pressionam Maia a instalar CPI da Vaza Jato

Oposição pede CPI para investigar suposta articulação entre procuradores e Moro na Lava Jato

 

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Julius Robert Hoppenheimer

    A bancada federal alagoana é sem sombra de dúvidas toda socialista???
    A maioria é incapaz, e o que resta é capaz de tudo!!!

    Como é que pode, um Estado com uma Riqueza Mineral abundante, terras férteis, às mais belas praias do mundo, há continuar sendo pobre???

    Viva o socialismo/comunismo???

    👉🇧🇷👉🇧🇷👉🇧🇷👉🇧🇷👉🙏
    😁😂😃😀🤣😄😆🤡👍

  2. Nelson

    Os cães que hoje latem ferozmente a cada passo de Bolsonaro e Sérgio Moro…. são os mesmos que passaram 16 anos abanando o RABINHO, para os roubos do PHÊ THÊ !
    Estamos bom Sérgio Moro…ontem, hoje, e sempre.

  3. Nivaldo

    Esses deputados existem ?
    Não vejo e não ouço nenhum desses subir a tribuna para falar em prol de Alagoas.
    Tereza Nelma e esses outros deputados são uma vergonha para Alagoas.

Comments are closed.