Pesquisa inédita aponta favoritos na eleição de Maceió
   21 de setembro de 2019   │     22:30  │  4

Durante a semana uma pesquisa “requentada” movimentou os bastidores políticos da capital alagoana. Os números do Paraná Pesquisa, como revelei, eram de março deste ano e ganharam espaço nas redes sociais e sites a partir de uma reportagem da Gazeta do Povo, portal de Curitiba, PR.

Nos últimos dois meses, no entanto, pelo menos quatro diferentes pesquisas foram rodadas em Maceió por três institutos alagoanos e um de outro Estado.

Todas ficaram na “gaveta”. Ou quase. Tive acesso a um levantamento do Instituto Falpe. A pesquisa é a mais recente que consegui uma cópia (as outras só me deixaram dar uma olhada…)

A nova pesquisa Falpe mostra mudanças na preferência do eleitorado, embora os favoritos continuem praticamente os mesmos.

A pesquisa do Falpe foi realizada em Maceió (zona urbana) entre os dias 22 e 24 de agosto de 2019, com 1. 200 Entrevistas. A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%

O Sistema de coleta foi entrevista domiciliar em 08 regiões (50 localidades) com peso baseado em dados oficiais de IBGE.

Na questão espontânea (se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para prefeito?), o nível de decisão do eleitor ainda é muito baixo. De acordo com o levantamento, 90,5% dos eleitores não opinara.

Entre os que opinaram, o deputado federal João Henrique Caldas (PSB) foi citado por 2,75%, seguido do procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça (sem partido), com 1,75%, do deputado estadual Davi Davino Filho (PP) e do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), cada um com 1,25%. Nesse cenário, o ex-prefeito Cícero Almeida é o quinto, com 0,75%.

Na questão estimulada (desses nomes citados, em quem você votaria para prefeito nas próximas eleições?) o eleitor continua muito indefinido.

Nesta questão, 8,75% não responderam e 35% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum dos nomes.

Neste cenário, entre os candidatos, JHC aparece em primeiro, com 17%, seguido de Davi Davino Filho com 15,5%, Ronaldo Lessa com 9,5% e Alfredo Gaspar com 8%.

Os outros nomes apresentados neste cenário foram Maurício Quintella (2,75%), Marcelo Palmeira (1,75%), Cabo Bebeto (1,25%) e Flávio Moreno (0,5%).

Pesquisa, vale repetir, é o “retrato do momento”. Assim que tiver novas “fotos” publico aqui.

Vale a pena ler de novo:  Pesquisa ‘requentada’ para prefeito de Maceió vira gafe nos bastidores

 

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Santos

    O povo de Maceió ainda não conscientizou-se que nenhum desses presta. São tudo enganação, igual a Rui Palmeira que na Assembléia dava uma de santinho e na Prefeitura de Maceió mostrou quem realmente é, um demônio vestido com pele de cordeiro. Não se enganem, JHS não fica por menos.

  2. Gustavo

    Acho que a Pesquisa foi realizada próximo a Funbrasil da família Davino, ainda não sei como o MP ou PF não investigou essa verdadeira compra de votos…

  3. Raimundo Oliveira

    Sinceramente amigo não sei onde se encaixa o Davi Davino Filho, tenho andado pelas ruas, bares, comunidades etc e não vejo o nome dele, seria forçação de barral destes institutos alagoanos? Vejo uma disputa polarizada entre JHC e Gaspar, com ligeira vantagem para o segundo, o resto é só especulação e muita grana solta.

  4. Julius Robert Hoppenheimer

    O socialismo não é apenas pobreza: é pobreza carcerária. Por isso, ele necessariamente tem de construir muros ao seu redor: não para impedir que estrangeiros entrem buscando prosperidade, mas sim para impedir que os nativos fujam da miséria que ele inexoravelmente gera.

    👉🇧🇷👉🇧🇷👉🇧🇷👉🇧🇷👉🙏
    😁🤣😀😃😂😄😆😅🤡👍

Comments are closed.