‘Smart Maceió’: a aposta em inovação e no projeto de Cidade Inteligente
   8 de outubro de 2019   │     9:58  │  0

O tema, adiantei aqui, vai entrar na pauta de campanha das próximas eleições na maioria dos municípios. Em Maceió, o conceito de ‘Smart City’ já começou a sair do papel para a prática.

O prefeito Rui Palmeira (PSDB) recebeu, em julho deste ano, o projeto Maceió: Cidade Inteligente.

A informação está em texto produzido pela Secom da prefeitura, que chegou ao blog via aplicativo.

O que Rui Palmeira recebeu, efetivamente, foi “o material-base do Cidade Humana, Inteligente, Sustentável e Criativa (CHISC)”, com o resultado do levantamento que identifica as potencialidades da capital alagoana e apresenta um plano de ação a curto prazo para a cidade.

Antes disso, Rui Palmeira participou do “Smart City Expo Latam Congress”, realizado na cidade de Puebla, no México. Lá o prefeito assinou uma carta de intenção para troca de experiências entre sete cidades que partilham o conceito de Cidades Inteligentes no Brasil.

“Quando se fala em Cidade Inteligente, na verdade, é para destacar o uso da tecnologia a favor da melhoria da vida das pessoas. Maceió já vem fazendo isso nos últimos anos. Temos um exemplo bastante utilizado pela população, que é o CittaMobi, um aplicativo que dá acesso em tempo real a localização dos ônibus urbanos. São pequenas ações como essa que melhoram e facilitam a vida das pessoas”, disse.

Melhor ler

Quem pretende ser candidato a prefeito ou vereador de Maceió em 2020 vai precisar conhecer não só conceito de ‘smart city’, mas também deverá se aprofundar nas iniciativas já adotadas pela prefeitura e o Sebrae. Senão, corre o risco de passar vergonha em qualquer entrevista ou debate. Fica a dica.

Avançando

Ricardo Santa Ritta Filho, que é consultor na área de ‘smart city’ do Sebrae, tem apresentado ideias dentro deste conceito para Maceió. Esta semana ele defendeu a construção de uma ciclovia de 12 km no canteiro central das avenidas Fernandes Lima e Durval de Goes Monteiro.

Sobre a iniciativa da prefeitura de Maceió, ele avalia que a equipe de Rui Palmeira está “avançando” e destaca como ações importantes “a lei de inovação” e a criação do “Polígono de Requalificação do Jaraguá”.

Durante a entrega do projeto ‘cidade inteligente’ também foi entregue ao prefeito a cartilha da Lei de Inovação, um dos produtos do convênio entre a Prefeitura e o Sebrae/AL.

Em junho, a Câmara Municipal de Maceió aprovou a Lei n° 6.902/2019, que institui a Política Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Maceió. Elaborada pelo Gabinete de Governança (GGOV), a Lei obedece às normas gerais estabelecidas pela Lei Federal nº 10.973/2004 e suas alterações, que dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e pelo Decreto Federal nº 9.283/ 2018.

Rui Palmeira recebe projeto Maceió: Cidade Inteligente em reunião com diretores do Sebrae AL

Versão oficial

Leia o texto produzido pela Secom de Maceió em 25/07/2019 sobre o tema:

Maceió: Cidade Inteligente é apresentado em reunião

Elaborado pela Prefeitura de Maceió, em parceria com o Sebrae, o projeto Maceió: Cidade Inteligente foi entregue de forma oficial ao prefeito Rui Palmeia e ao Superintendente do Sebrae Alagoas, Marcos Vieira, na tarde desta quinta-feira (25). O material-base do Cidade Humana, Inteligente, Sustentável e Criativa (CHISC) contém o resultado do levantamento que identifica as potencialidades da capital alagoana e apresenta um plano de ação a curto prazo para a cidade. Na ocasião, também foi entregue a cartilha da Lei de Inovação, um dos produtos do convênio entre a Prefeitura e o Sebrae/AL.

No início de julho, durante o Smart City Expo Latam Congress, realizado na cidade de Puebla, no México, Rui Palmeira assinou uma carta de intenção para troca de experiências entre sete cidades que partilham o conceito de Cidades Inteligentes no Brasil. “Quando se fala em Cidade Inteligente, na verdade, é para destacar o uso da tecnologia a favor da melhoria da vida das pessoas. Maceió já vem fazendo isso nos últimos anos. Temos um exemplo bastante utilizado pela população, que é o CittaMobi, um aplicativo que dá acesso em tempo real a localização dos ônibus urbanos. São pequenas ações como essa que melhoram e facilitam a vida das pessoas”, disse.

Ainda segundo o gestor, um dos objetivos é fortalecer os pequenos empreendedores. “Maceió é a primeira cidade de Alagoas que tem sua Lei de Inovação criada para estimular os pequenos negócios voltados para tecnologia, sobretudo as startups. Tem uma meninada muito competente aqui em Maceió, que muitas vezes só precisa de um pequeno estímulo do poder público. Acredito que essa lei vai nos facilitar contratá-los para trazer soluções para o poder público, seja para a Saúde, Economia, SMTT, nas mais diversas áreas em que a gente pode contar com as facilidades da tecnologia”, ressaltou o prefeito.

Marcos Vieira, superintendente do Sebrae/AL, falou sobre a importância do Maceió: cidade inteligente. “As cidades inteligentes são aquelas que têm um aparato tecnológico mais eficiente nas áreas de diversos setores de atividade, não apenas na área de Cultura, mas na Economia, Saúde, Educação, estruturas que possam funcionar em rede, integrando cada vez mais e melhor no universo de informação e de integração dos seus munícipes. Portanto são atividades fundamentais para que Maceió se integre nesse universo de conquistas de mercados”, afirmou.

No ano passado, uma pesquisa divulgada pela empresa de consultoria Teleco apontou Maceió como a segunda capital do Nordeste com maior oferta de serviços inteligentes ao cidadão, à frente de cidades como Recife e Salvador. Maceió pontuou com avanços como matrícula online, coleta seletiva, uso de aplicativos com serviços de transporte público, horários dos ônibus e bilhetagem eletrônica, além do uso de serviços online como emissão de licenças, certidões e boletos de tributos. Foram pesquisados os 100 maiores municípios brasileiros.

Cartilha da Inovação

Em junho, a Câmara Municipal de Maceió aprovou a Lei n° 6.902/2019, que institui a Política Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Maceió. Elaborada pelo Gabinete de Governança (GGOV), a Lei obedece às normas gerais estabelecidas pela Lei Federal nº 10.973/2004 e suas alterações, que dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e pelo Decreto Federal nº 9.283/ 2018.

Leia aqui na íntegra:

Maceió: Cidade Inteligente é apresentado em reunião