Alagoas pode emplacar novo líder do MDB na Câmara dos Deputados
   10 de dezembro de 2019   │     15:15  │  0

Com uma das menores bancadas do país, Alagoas tem conseguido se sobressair na Câmara dos Deputados. A regra tem sido essa nas últimas décadas. Na legislatura passada, Givaldo Carimbão foi líder do PROS e do PHS e Maurício Quintella foi líder do PR.

Consolidado na liderança do PP, desde a legislatura anterior, Arthur Lira é o líder hoje do maior bloco partidário da Câmara dos Deputados. O Bloco PP, MDB, PTB, que reúne 84 parlamentares.

Estreante na Câmara dos Deputados, o deputado federal Isnaldo Bulhões surpreendeu ao se eleger para a suplência da Mesa Diretora da Casa, numa disputa voto a voto. Chegou lá pela construção que fez no seu partido, o MDB.

Com a eleição do atual líder, Baleia Rossi (SP), para a presidência nacional do MDB, Isnaldo passou a ter seu nome especulado para assumir a liderança do partido.

Por tradição, o presidente de um partido não assume a liderança. Com bom trânsito na bancada e apoio de emedebistas como Renan Calheiros, Bulhões já avisou que topa o desafio.

A troca na liderança deve acontecer ainda este ano.

Na bancada do MDB, com 33 deputados (a sexta maior), Isnaldo transita bem. Além disso, tem mantido relação próxima com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e com o próprio Arthur Lira, líder do bloco.

Ter mais um líder, especialmente de um partido com maior peso, a exemplo do MDB, pode ajudar a abrir mais portas lá em Brasília. Mas essa é outra história.