Rui Palmeira “conversa” com Davi e Ronaldo e diz que JHC fez “marquetada”
   27 de dezembro de 2019   │     17:55  │  2

O prefeito de Maceió segue em busca de um candidato para chamar de seu. Ele já avisou e repetiu em entrevista exclusiva ao blog, nessa quinta-feira, 26, que quer fazer o seu sucessor.

Rui Palmeira (PSDB) confirma que tem ‘conversado’ com vários pré-candidatos. Mas sua primeira escolha é ter um palanque tucano.

Alguns pré-candidatos têm procurado o prefeito. E ele confirma o diálogo sobre sucessão com alguns deles.

“Conversei com alguns. Tem um bocado de gente procurando. Acho que a coisa vai começar a afunilar a partir de janeiro e fevereiro e a gente vai ver quem de fato são os candidatos”, aponta.

Ao ser questionado pelo blog, Rui nomina alguns interlocutores.

“Tenho um diálogo muito bom Ronaldo (Lessa) e converso bem também com Davi (Davino Filho). E a questão do Alfredo (Gaspar) no momento que ele deixar o Ministério Público é que de fato vai passar a ser encarado como candidato”, afirma.

Durante a entrevista, o prefeito reforçou que busca, primeiro, um candidato no seu partido.

“Converso bem com todos, mas quero ter meu candidato no PSDB. Disse isso recentemente ao senador Rodrigo Cunha, que não vejo lógica nós termos hoje o comando da capital e ter um candidato de outro partido. Não entra na minha cabeça. Minha luta é para ter um candidato do PSDB”.

Se não encontrar nome competitivo, Rui admite ‘convidar’ um dos pré-candidatos a se filiar ao PSDB.

“Tudo vai passar por uma conversa com o senador Rodrigo Cunha. Para trazer novos quadros, tem que passar pelo diretório estadual que é comandado pelo Rodrigo , mas vamos conversar sobre isso também”.

O deputado federal JHC (PSB), a quem Rui Palmeira prefere chamar de João Caldas, está fora do leque de opções. “Não vou apoiar alguém que é oposição”, aponta. O prefeito, no entanto, diz que pode conversar institucionalmente com João Henrique Caldas

“No momento que o JHC quiser uma conversa para tratar de temas relevantes para Maceió vou recebê-lo. Não tem um politico que eu digo que não recebo”, aponta.

Rui Palmeira, apesar do ‘aceno’, deu boas cutucadas no que ele chamou de “marquetada” de JHC. envolvendo emendas parlamentares para Maceió. Mas essa é outra história e conto depois.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Pedro Lopes Carvalho

    O que vejo é um Rui Palmeiras sensato que não apoia alguém simplesmente pelo poder, poderia muito bem ele se juntar ao JHC e daí sairia fortalecido e praticamente faria o “sucessor” mas tem muitas águas pela frente para se navegar. Poderia ele apoiar Davi? Só se não tivesse o peso morto da Assembleia! Poderia ser Ronaldo Lessa? Um caso a pensar, apontando o Vice que sairia do partido, om nome como Kelman que dar sustância aos inimigos do prefeito e outro nome é do Eduardo Canuto, fiel, secretário que mudou a cara da prefeitura que também terá de largar uma possivel vitória como vereador por essa disputa.

  2. Santos

    O prefeito Rui Palmeira está certo quando afirma que o seu o seu Partido (PSDB), tem que ter candidato a Prefeito de Maceió. Se assim não for, estará assinando um atestado de incompetência. Custo a acreditar que Rui Palmeira faça o sucessor, sendo do PSDB ou não. Assim como também não acredito que o governador Renan Filho também faça o prefeito da Capital. Se os Partidos de oposição aos governos da Capital e Estadual se unirem, certamente sairão vitoriosos.

Comments are closed.