Aliança, o ‘partido’ de Bolsonaro coleta assinaturas em Maceió
   16 de janeiro de 2020   │     12:22  │  3

O deputado estadual Cabo Bebeto segue no PSL por ‘força de lei’. Assim que a ‘janela’ se abrir ele deve migrar para o Aliança Pelo Brasil, o novo ‘partido’ de Jair Bolsonaro, que está em fase de coleta de assinaturas e deve ser criado formalmente ainda este ano.

Bebeto é quem lidera, ao lado do ativista Leonardo Dias (veja texto a seguir) o processo de coleta de assinaturas do Aliança em Alagoas. Eles estão organizando um evento para o o dia 7 de fevereiro, no Hotel Ritz Lagoa da Anta, e esperam coletar ao menos 1.500 assinaturas.

O texto a seguir foi produzido pela assessoria do deputado e dá maiores detalhes sobre a coleta de assinaturas para o novo partido. Leia, na íntegra:

Aliança pelo Brasil fará evento para coleta de assinaturas em Maceió

Maceió – Aliados do presidente Jair Bolsonaro, em Alagoas, decidiram reunir esforços pela coleta de assinaturas físicas para criação do partido Aliança pelo Brasil, que precisa de 492 mil, no mínimo, para ganhar o registro na Justiça Eleitoral. A previsão é que esses eventos ocorram em 25 capitais do país, a partir de 18 de janeiro. Em Maceió, o ato será realizado no dia 7 de fevereiro, a partir das 16h, no Hotel Ritz Lagoa da Anta. Estarão presentes o deputado estadual Cabo Bebeto (PSL-AL), a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e representantes de diversos movimentos de direita.

Por causa da agenda oficial do governo, coordenadores da legenda dizem que Bolsonaro deve marcar presença apenas em alguns eventos. Aonde não puder comparecer fisicamente, o presidente participará por meio de transmissões ao vivo pela internet ou vídeos gravados. “Alagoas foi o estado que mais deu votos a Bolsonaro em todo o Nordeste. Por esse motivo, esperamos que ele [o presidente] possa vir a Maceió”, enfatizou Cabo Bebeto, considerado o principal interlocutor da família Bolsonaro, em Alagoas.

Atualmente, o Aliança pelo Brasil conta com cerca de 200 mil assinaturas registradas em cartório. As fichas de apoio estão sendo coletadas pelo método tradicional, de impressão de formulários de papel. A legenda aguarda uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para saber se também poderá recolher apoios por meio de dados biométricos.

Segundo o ativista político Leonardo Dias, a expectativa é captar mais de 1.500 fichas de apoiadores desfiliados no dia do evento, na capital alagoana. “Estamos formando grupos de voluntários e vamos promover ações paralelas, seja nas ruas, nas redes sociais, em empresas e organizações religiosas”, explicou Dias, um dos fundadores do Movimento Brasil.

Serviço

Evento: I Encontro Alagoano de Apoiadores do Aliança pelo Brasil
Data: 7 de fevereiro de 2020
Horário: A partir das 16h
Local: Hotel Ritz Lagoa da Anta – Maceió-AL

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Cicero Raimundo Da Silva bezerra

    Gente a hora é essa vamos se livrar desses malditos políticos corruptos agora é Aliança38 pra resolver o problema desses ladrões,vocês vão deixar esse e malditos pt ,M D B, P S D B PSOL malditos ladrões,nos somos cristãos não devemos apoiar políticos ladrões.

Comments are closed.