Alagoas pode perder “espaço” com mudança de ministro de Jair Bolsonaro
   15 de fevereiro de 2020   │     21:19  │  1

Cooperativas e associações Agricultores familiares estavam se preparando para a visita do Ministro da Cidadania a Alagoas neste sábado, 15. A agenda de Osmar Terra incluía uma passagem por Santana do Ipanema e São José da Tapera com participação de prefeitos e pelo menos dois deputados federais.

As mudanças no Ministério, confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro nessa quinta-feira, além de provocar o cancelamento da agenda foi um banho de água fria, não só para a agricultura familiar, mas também vários setores de Alagoas.

A preocupação é que a exoneração de Osmar Terra do Ministério da Cidadania pode afetar diretamente vários programas sociais que são realizados em convênio entre o Estado de Alagoas e o Governo Federal.

É o caso do programa do leite, que está em fase de renovação e pode atrasar a nova pactuação em função da mudança na Pasta, que também cuida de programas nas áreas sociais (Bolsa Família) e até de cisternas para o sertão.

Deputado federal do MDB, Osmar Terra tem relação próxima com os deputados federais Marx Beltrão (PSD) e Isnaldo Bulhões Jr (MDB), além de uma boa relação com o governador Renan Filho (MDB).

Osmar era único ministro do MDB no governo de Jair Bolsonaro. Com a saída dele, a interlocução do partido com o governo deve se tornar ainda mais difícil do que já era.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzonni (DEM) vai assumir a pasta da Cidadania. Mais conservador e ideológico do que Osmar Terra, ele pode provocar mudanças em vários programas realizados no Ministério.

A expectativa é grande. Mas o que se espera é que ele mantenha ações principalmente na área social, o que pode “salvar” o programa do leite.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Julius Robert Hoppenheimer

    O problema do nosso Estado não é o Bolsonaro. São os políticos e as políticas socialista???

    Somente quando países socialistas estiverem socorrendo nações capitalistas é que poderá ser questionado o sistema capitalista que nos faz ricos, saudáveis e seguros.
    Ou, completando a fala da Dama de Ferro(Margaret Thatcher), quando houver uma migração maciça em direção a países socialistas (e não a fuga desesperada de lá) é que se poderá questionar o capitalismo em face do socialismo!!!

    👉🇧🇷👉🇧🇷👉🇧🇷👉🙏

Comments are closed.