Um novo convite para Rui Palmeira: “o DEM está às suas ordens”
   28 de fevereiro de 2020   │     8:38  │  1

Agora oficialmente fora do PSDB, Rui Palmeira deve embarcar em outro partido até o começo de março. Além do convite do Podemos, feito por Tácio de Melo, o prefeito da capital de Alagoas já recebeu outros dois convites. Flávio Moreno abriu as portas do PSL e agora o secretário de Saúde de Maceió e ex-vice governador de Alagoas apresentou o DEM como opção.

Presidente estadual do Democratas em Alagoas, José Thomaz Nonô revelou em entrevista ao Diário do Poder que renovou o convite a Rui Palmeira durante contato por telefone, no domingo de carnaval, quando o prefeito ainda estava em Brasília (DF).

“Há muito tempo, quando começaram as trepidações no PSDB, eu enfatizei ao Rui: ‘Eu acho difícil tu ficar no PSDB’. Eu quero dizer que o DEM está às suas ordens’. E reiterei quando conversei com ele: ‘O DEM sempre esteve, continuará estando à sua inteira disposição. Agora, se ele vem, quando vem. Isso eu não sei, porque não tenho nenhuma sinalização concreta. Se quiser vir, será extremamente bem recebido”, disse Nonô, ao Diário do Poder.

Para onde ele vai?

O mais provável, como admite Tácio Melo, presidente do Podemos e um dos principais articuladores políticos do prefeito de Maceió, é que Rui Palmeira se filie ao DEM ou ao Podemos.

O PSL, sob o comando de Flávio Moreno, resiste em reforçar o projeto do Palácio dos Palmares em torno de qualquer candidato, ainda que o nome seja o de Alfredo Gaspar.

A decisão do prefeito, no entanto, só deve ser tomada após a confirmação da candidatura de Gaspar. O passo seguinte seria a formalização do apoio do prefeito ao procurador Geral de Justiça, o que implica numa aliança com o grupo de Renan Filho.

Ele fica?

A filiação de Rui ao DEM pode virar uma dor de cabeça – e das grandes  – para o deputado estadual Davi Maia. O parlamentar faz oposição ao governador Renan Filho. E é também o único integrante da Assembleia Legislativa de Alagoas a defender a candidatura de JHC a prefeito.

O parlamentar foi assessor de Rui Palmeira durante seis anos, mesmo assim tem revelado, ainda que em conversas reservadas, descontentamento com a provável aliança do prefeito com o governador.

Filiado ao DEM desde que começou a fazer política, Davi Maia pode ficar ‘desconfortável’ no partido.  Mas nada aponta para uma mudança de legenda por conta da legislação eleitoral (fidelidade partidária) – ao menos por enquanto.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Aline

    Edivaldo, boa tarde! E o rateio? Caiu no esquecimento? Procure saber como anda a tramitação e poste em seu blog. Desde já, muito obrigada!!!!

Comments are closed.