De direita, novo ‘cidadão honorário’ de AL pode disputar prefeitura da capital
   3 de março de 2020   │     0:23  │  3

O mais novo Cidadão Honorário do Estado de Alagoas, Leonardo da Fonseca Dias, é apontado como uma liderança política em ascensão na direita alagoana e pode ser o nome dos bolsonaristas a disputar uma candidatura de prefeito em Maceió.

Dias se define como “ativista político, católico e conservador” e revela no seu perfil no Instagram que “liderou a luta contra o Gênero e pela Escola Livre”.

Empresário, Leonardo, um dos fundadores do Movimento Brasil e VemPraRua, usa suas redes sociais para defender a direita, Bolsonaro e Moro e para convocar manifestações, a exemplo da que está programada para o próximo dia 15 de março – em defesa do governo federal e contra o Congresso Nacional e o STF.

Se a ‘onda’ que levou Bolsonaro à presidência no Brasil continuar forte em Alagoas este ano, Leonardo tem boas chances de ser eleito vereador da capital.

Nos bastidores ele já vem sendo apontado como um dos favoritos nas eleições proporcionais. Mas nos bastidores seu nome também tem sido lembrado, ao lado do deputado estadual Cabo Bebeto, para uma possível chapa majoritária no grupo que hoje está construindo o partido Aliança em Alagoas.

O título que Leonardo recebeu foi de autoria do deputado estadual Bruno Toledo (PROS). Ele explica que para se tornar alagoano o cidadão precisa preencher alguns requisitos e o empresário faz jus à homenagem. “Ele merece reconhecimento público por sua atuação política e social em defesa da família e dos valores cristãos, bem como seu árduo ativismo no combate à corrupção e bom funcionamento das instituições públicas”, afirmou.

Ao lado de deputados, Leonardo Dias recebe título de cidadão honorário de Alagoas na Assembleia Legislativa

Versão oficial:

Veja texto da assessoria de Comunicação da ALE:

Empresário Leonardo Dias recebe título de Cidadão Honorário de Alagoas

Em sessão solene realizada nesta segunda-feira, 2, a Assembleia Legislativa concedeu título de Cidadão Honorário do Estado de Alagoas ao empresário e ativista político Leonardo da Fonseca Dias. De iniciativa do deputado Bruno Toledo (PROS), a proposta para a concessão da cidadania é em reconhecimento aos relevantes serviços prestados pelo homenageado ao Estado de Alagoas.

De acordo com Bruno Toledo, para se tornar alagoano o cidadão precisa preencher alguns requisitos e o empresário faz jus à homenagem. “Ele merece reconhecimento público por sua atuação política e social em defesa da família e dos valores cristãos, bem como seu árduo ativismo no combate à corrupção e bom funcionamento das instituições públicas”, afirmou.

Em seu discurso, Bruno Toledo disse ainda, que o homenageado é uma referência ao se doar às causas que acredita com um idealismo nobre, que está longe de ser utópico, mas que alcança conquistas reais por se apoiar em virtudes concretas. “Leonardo Dias vem fazendo isso por si e por todos aqui em Alagoas, mostrando a necessidade de lutar por um país melhor, longe das nefastas ideologias que só produzem misérias e mortes, como se comprova na história,e que desperta o cidadão comum a ir às ruas”, disse.

Por fim, o deputado lembrou que juntamente com um grupo de ativistas políticos, o homenageado fundou o Movimento Brasil. “Desde então tem atuado no combate à corrupção e no resgate dos valores cristãos na sociedade, sendo o responsável pela organização de atos, passeatas e manifestações em defesa do Brasil”, disse Toledo.

Leonardo Dias agradeceu ao parlamento alagoano, em especial ao deputado Bruno Toledo, e disse que se sente honrado com a homenagem. “Venho trabalhando para melhorar Alagoas dentro daquilo que a gente acredita. Hoje estamos representando os movimentos de direita que foram às ruas lutar por um país melhor. Vamos continuar fazendo este trabalho que acredito ser muito importante. Atuamos ainda na questão educacional com foco nas crianças, através de projetos de lei, não só em Maceió, mas também em outros municípios alagoanos”, disse.

Currículo

Natural de Aracaju/SE, Leonardo Dias mudou-se para Maceió aos 16 anos, onde fixou residência e cursou a faculdade de Análise de Sistemas. Aos 21 anos ingressou na Telemar/Oi, empresa na qual, durante 10 anos, atuou na área comercial, especialmente como executivo comercial de governos municipais e estaduais em Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

Aos 31 anos retorna a Maceió, objetivando empreender no segmento de comércio de alimentos, onde atualmente exerce atividade profissional. Leonardo Dias fundou o Movimento Alagoas Contra a Doutrinação Escolar, responsável pela eliminação da ideologia de gênero em todo o Estado e foi o articulador da aprovação da Lei Infância Sem Pornografia, em mais de 20 municípios alagoanos.

Participaram ainda da sessão os deputados Davi Maia (DEM), Cabo Bebeto (PSL) e Gilvan Barros Filho (PSD), ativistas políticos, familiares e amigos do homenageado.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. João Caldas

    Vamos ter cuidado pra Alagoas não virar um novo Ceará. Os políticos ligados à Bolsonaro devem ter cuidado ao expor suas ideologias porquê no final quem sofre é o Povo mais simples que não tem nada a ver com isso.

  2. Henry Santos

    Vamos ao lance!
    O cidadão agora alagoano Leonardo Dias não é o tão novo na política local, sobretudo municipal onde conseguiu pouco mais de 2 mil votos respirando a vereança pelo PSC. Sinceramente não vejo o né dele como ajudante de nossa cidade, ele, ass como o cunhado, o Dep. Cabo Bebeto, levantaram uma bandeira de defesa, a Bolsanista. Aliás, o deputado ainda precisa mostrar para que foi eleito e ter expressividade oposicionista como tem o Davi Maia e até mesmo o Bruno. Por mim o candidato ideal serial o engenheiro Josan Leite que na verdade é uma bandeira de luta aqui em Alagoas, mas não ganharia protagonismo do Dep Bebeto que quer garantir mais um cargo para a família na onda, ou já marola, Bolsonaro.

Comments are closed.