Presidente da Câmara de Vereadores de Maceió inicia ‘debandada’ do PSDB
   6 de março de 2020   │     22:48  │  2

A partir dessa quinta-feira (5) até o próximo dia 3 de abril vereadores que desejem se candidatar nas Eleições de 2020 poderão mudar de partido sem correr risco de perder o mandato. O período, denominado “janela partidária”, é de 30 dias e se encerra à meia-noite do dia 3 de abril.

Ele não beneficia deputados, porque não haverá eleições este ano na esfera estadual ou federal este ano.

Com a abertura da janela, a dança das cadeiras começou por toda Alagoas. Na capital , um dos primeiros a anunciar a desfiliação de seu partido, o PSDB, foi o presidente da Câmara de Vereadores de Maceió.

Kelmann Vieria é o primeiro dos três vereadores tucanos em Maceió a debandar do ‘ninho’. Mas não será o único. Os outros dois vereadores do partido devem sair do PSDB. Eduardo Canuto deve embarcar no Podemos, enquanto Zé Márcio Filho vai, segundo informações de bastidores, para o MDB.

Vai ter chapa

Apesar de uma possível ‘debandada’ de vereadores de mandato do ninho tucano em Maceió, o presidente do PSDB em Alagoas, senador Rodrigo Cunha, afirma que o partido terá chapa proporcional na capital este ano.

“Tenho procurado e recebido diversos vereadores com mandato. Além dessas conversas, também tenho o objetivo de abrir portas para novos nomes que estão surgindo, o que está sendo reforçado com a campanha de filiação que o PSDB está fazendo em todo o estado. Após tudo isso iremos formar a chapa de vereadores do partido que será apresentada aos maceioenses”, aponta Rodrigo Cunha.

Apoio a Gaspar

O anúncio de desfiliação de Kelmann foi anunciado nesta esta sexta-feira, 6. O presidente da Câmara Municipal de Maceió, Kelmann Vieira anunciou que “vai seguir” o prefeito Rui Palmeira e entregar sua desfiliação ao PSDB na próxima semana. Ele também anunciou que dará apoio à candidatura de Alfredo Gaspar de Mendonça.

“Eu refleti e decidi apoiar a candidatura de Alfredo Gaspar com base na minha história como delegado de polícia, que sempre vi de perto o trabalho dele seja a frente do Gecoc, seja como secretário de segurança do estado. Principalmente porque meu mandato também tinha como bandeira a segurança pública na capital. Então a partir desses princípios que regem meu mandato ficaria difícil não apoiar esta pessoa que sempre admirei, acreditei e que sempre fez um trabalho honesto, digno da nossa admiração”, explicou Kelmann em entrevista a um site local.

Vieira antecipa ainda que em função da relação com Rui Palmeira a tendência é que outros vereadores da bancada do prefeito na Câmara também saiam do PSDB. “Eu falei com o prefeito sobre minha decisão a respeito da candidatura de Alfredo Gaspar e também comuniquei sobre minha desfiliação do PSDB. Tenho muita gratidão pelo prefeito Rui, que sempre acreditou no meu trabalho e pretendo manter essa parceria. Agora tanto eu, quanto Canuto e Zé Marcio vamos aguardar o que está se discutindo no bloco do prefeito para saber para onde iremos”, disse ainda Kelmann na entrevista ao site.

De acordo com os bastidores, Kelmann poderia ir para o DEM, outro partido que continua na base de apoio a Rui Palmeira.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Roberto santos

    Muito bem pensado a ideia do Kelmann, tinha dito tudo aquilo de cabeça quente. Importante é que ele esfriou e com certeza será presidente mais uma vez da casa. O Rodrigo Rolando Lero já deve tá arrependido de anunciar apoio a um cara que não se tem confiança como JHC.

Comments are closed.