Congresso erra ao aceitar “suborno” de Bolsonaro, diz Renan
   10 de março de 2020   │     22:04  │  3

Pra o senador Renan Calheiros (MDB-AL), o Congresso Nacional erra ao aceitar “suburno” do governo de Jair Bolsonaro.

Nas suas redes sociais, o parlamentar se referiu ao ‘acordo’ para manutenção, na semana passada, do veto do presidente Jair Bolsonaro que impedia o Congresso Nacional de controlar a execução de cerca de R$ 30 bilhões do orçamento federal.

Deputados e senadores começaram a analisar nesta terça-feira proposta do próprio governo para devolver parte desses recursos para a gestão dos parlamentares.

De acordo com estimativas da área de Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados, segundo reportagem da Época, cerca de R$ 16 bilhões devem voltar ao controle do Congresso caso projetos de lei enviados na semana passada por Bolsonaro sejam aprovados nos termos sugeridos por seu governo. Já alguns congressistas calculam que esse valor pode variar de R$ 15 bilhões a R$ 19 bilhões.

Ainda segundo a reportagem, na semana passada, para garantir a manutenção do seu veto, Bolsonaro encaminhou três projetos de lei (PLN 2, PLN 3 e PLN 4), propondo novas mudanças na lei orçamentária. Embora o presidente negue que tenha feito acordo com o Congresso, o PLN 4 retorna parte dos R$ 30 bilhões para controle do deputado Domingos Neto (PSD-CE), relator do Orçamento de 2020.

Devido à reação negativa ao acordo nas redes sociais, mesmo parlamentares bolsonaristas defenderam nos últimos dias a rejeição do projeto de lei. Com isso, até Bolsonaro fez declarações na noite de segunda-feira, durante visita oficial aos Estados Unidos, contra a aprovação do PLN 4. Ele sugeriu que as manifestações convocadas para o dia 15 de março perderiam força caso isso ocorra. A mobilização foi chamada nas redes sociais em apoio ao presidente e contra o Congresso.

Errou feio

Na avaliação de Renan Calheiros , “o Congresso Nacional erra feio ao aceitar espécie de suborno de Bolsonaro de R$ 20 bi por meio de PLNs [Projeto de Lei do Congresso Nacional]. O senador ainda disse que, com isso, “a democracia pagará caro mais uma vez” e que “o parlamento só recobrará legitimidade se devolvê-los”.

Veja:

Saiba mais:

Acordo entre Bolsonaro e Congresso sobre R$ 30 bi do Orçamento tem teste final

 

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Carlo Ferraz

    Um senador com um Curriculum de corrupção, falando de honestidade. Não entendo porquê essa celebridade está se manifestando com tantos comentários contraditórios.
    Estará pensando na presidência do senado?
    Alma caridosa.

  2. Valfran dos santos lima

    Este Renan Calheiros é um tremendão imbecil no governo de Lula, Dilma e do Temmer ele deitou e rolou nas tetas desses presidentes e agora tá dando uma de bom moço ele pensa que o povo brasileiro é burro acabou as mamatas vai tomar vergonha senador de duas caras as mulheres que vende o corpo para sobreviver tem mas personalidade do que senador Renan elas vende corpo por que precisa já o senador não precisa pois ele venda até a alma para ficar no poder.

  3. Valfran dos santos lima

    Este Renan Calheiros é um tremendão imbecil no governo de Lula, Dilma e do Temmer ele deitou e rolou nas tetas desses presidentes e agora tá dando uma de bom moço ele pensa que o povo brasileiro é burro acabou as mamatas vai tomar vergonha senador de duas caras.

Comments are closed.