Redução no número de voos pode afetar turismo de AL
   15 de março de 2020   │     13:39  │  0

Não é se, mas quando. O setor de turismo de Alagoas ainda não começou a sentir os efeitos da crise global provocada pelo do coronavírus. É inevitável, no entanto, que um dos mais importantes segmentos da economia do Estado sofrerá o impacto provocado pela pandemia.

“Infelizmente nosso turismo também será afetados de uma forma ou de outra. No momento não há cancelamentos de hospedagens, nem redução de reservas, mas fomos informados que as companhias aéreas devem reduzir em cerca de 30% os voos para todo o país, inclusive Alagoas. Com isso, podemos perder alguma movimentação de turistas temporariamente”, aponta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas, Rafael Brito.

O secretário explica que fez uma consulta, na sexta-feira passada, 13,  a todas as companhias aéreas que operam em Alagoas. “O que eles disseram é que existe no momento uma redução de cerca de 30% na procura futura por voos em todo o país. Se essa projeção se mantiver, a redução no número de voos será proporcional”, afirma.

“A avaliação é que se a crise se agravar, a redução poderá chegar a 50%”, emenda Brito.

No caso de Alagoas, a queda maior na procura por voos para o Estado, segundo o secretário, é na baixa temporada. “Ainda assim, com tivemos um aumento no número de voos este ano, estamos com movimentação igual ao ano passado. A rede hoteleira, segundo consulta que fiz a a associações do setor, ainda não sente os efeitos do coronavírus”, aponta.

Pós pandemia

Rafael Brito acredita que depois que o pânico da pandemia passar, Alagoas deve ter um forte crescimento no setor de turismo.

“Fizemos várias ações, divulgando o destino Alagoas no Brasil e na Europa. Quando passar essa fase de pânico – e ela vai passar – em torno desa pandemia, que na minha avaliação é exagerada, o setor turismo do nosso Estado deve ter uma nova fase de aquecimento”, aponta.

Destinos internacionais

Neste domingo, a American Airlines suspendeu todos os voos para o Brasil, decisão que pode afetar o turismo no Brasil.

Na capital de Pernambuco, que tem um dos aeroportos mais movimentados do Nordeste e que serve de embarque e desembarque internacional para muitos que entram e saem de Alagoas, a prefeitura decidiu suspender aulas, proibir grandes aglomerações do público e solicitar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a suspensão de todos os voos internacionais no Aeroporto Internacional do Recife.

Saiba mais

American Airlines suspende todos os voos para o Brasil

Prefeitura do Recife suspende aulas e antecipa férias de escolas municipais por causa do novo coronavírus