Carlos Mendonça, o conselheiro apaixonado pelo campo
   13 de maio de 2020   │     18:47  │  1

Conheci Carlos Mendonça no Palácio Floriano Peixoto, nos anos 1980, no governo de Fernando Collor.

Nos reencontramos seguidas vezes nos governos de Moacir Andrade e de Geraldo Bulhões.

A convivência continuou, ainda mais frequente, nos anos seguintes na Organização Arnon de Mello.

Dele ouvi bons conselhos, palavras de incentivo e apoio.

Durante muitos anos sempre o via apenas como um conselheiro, um homem de notório saber jurídico e político, hábil no trato e gigante nas ideias e ideais.

Mas Carlos Mendonça tinha, digamos, algo em comum com o meu trabalho e que eu desconhecia. Pecuarista, com propriedade em Quebrangulo, ele era um apaixonado pelo campo.

E talvez por isso tenha, ao lado de Luiz Amorim, desempenhado papel sempre decisivo para o envolvimento da OAM com o mundo rural. A Expoagro, o Gazeta Rural na TV, o suplemento Rural na Gazeta de Alagoas, são apenas alguns das ações que deram e dão visibilidade ao setor produtivo rural que contaram não só com o entusiasmo, mas com o envolvimento direto de Carlos Mendonça.

Agora, na sua partida, dr Carlos, peço licença para lembrar este outro lado seu pouco conhecido do público.

Sou grato por tudo que fez pelo setor agropecuário, pelas boas conversas e pelos bons conselhos.

Vá em paz amigo.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Julius Robert Hoppenheimer

    Obs:

    Se parassem de pagar 💰 “Funcionários Públicos” Juízes, Desembargadores, Delegados, etc, em 10 dias o problema do Covid-19 estava SOLUCIONADO!!!

    É ou não é, Divaldo…
    😄😁😃🤣😆😀🦠

    1000% BOLSONARO!!!
    👉🇧🇷👉🇧🇷👉🇧🇷👉🙏

Comments are closed.